Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Crime

Caso de Elize Matsunaga volta à baila nos tribunais

Mulher confessou que matou e esquartejou o marido, Marcos Matsunaga, em 2012

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Testemunhas apontam excentricidades dos Matsunaga
Júri condenou Elize Matsunaga a 19 anos de prisão em 2016
PUBLICADO EM 16/04/18 - 03h00

O Ministério Público (MP) quer anular o júri de 2016 que condenou Elize Matsunaga a 19 anos de prisão pelo assassinato do marido em São Paulo, segundo o site de notícias G1. Para a promotoria, a mulher tem de ser julgada novamente para receber uma pena maior. O empresário Marcos Kitano Matsunaga foi baleado e esquartejado em 2012. A bacharel em direito confessou o crime em seu julgamento, alegando que matou o herdeiro da empresa de alimentos Yoki para se defender.

Do lado oposto, os advogados de Elize não querem a anulação do julgamento que a condenou. Eles pedem, no entanto, a redução da pena. Caberá ao Tribunal de Justiça (TJ) julgar este ano os pedidos feitos pela acusação e defesa. A previsão é que isso ocorra ainda neste mês. Essas solicitações, chamadas de apelações, serão analisadas pela 7ª Câmara de Direito Criminal do TJ. No início de abril elas foram incluídas na pauta de julgamento do próximo dia 18. Isso, no entanto, é apenas uma previsão.

Desembargadores do Tribunal de Justiça deverão analisar as apelações em conjunto e decidir, por votação, se atendem o pedido do MP ou dos advogados. Os dois pedidos, que são completamente diferentes, foram feitos logo após o julgamento de Elize, em dezembro de 2016, mas só entraram na pauta do TJ recentemente, porque antes o tribunal estava analisando outros recursos das partes.

Elize foi condenada por homicídio só com uma qualificadora: a da impossibilidade de defesa da vítima. Ela usou uma arma para atirar na cabeça de Marcos no apartamento onde o casal morava com a filha na zona Norte da capital. Em seguida, ela esquartejou o corpo em diversas partes e o espalhou em sacos pelas ruas.

O que achou deste artigo?
Fechar

Crime

Caso de Elize Matsunaga volta à baila nos tribunais
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter