Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Caso será investigado

Vídeo mostra supostos ladrões baleados pela PM agonizando em SP

As imagens, postadas no Facebook e depois tiradas do ar por um perfil falso da Polícia de SP, são fortes e percorrem durante 48 segundos os corpos dos suspeitos jogados no chão

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 16/04/14 - 12h32

Um vídeo que circula na internet mostra três homens no chão após serem baleados por policiais militares. A suspeita é que os próprios PMs tenham feito o vídeo, no qual os homens são ofendidos.

" Vai ficar famoso, ladrão, morrendo", diz alguém. Ao fundo, é possível ouvir um som de rádio comunicador e o vídeo também mostra um calçado preto com calça cinza, como uniforme da PM de São Paulo, se aproximando de um dos rapazes: "Vai demorar aí, caralho, é pra morrer", diz outra pessoa.

Um dos suspeitos baleados geme e diz:" Meus filhos". O vídeo foi gravado após uma tentativa de assalto na região de Itaim Paulista (zona leste) na última terça-feira (8).

Dois suspeitos baleados sobreviveram e foram encaminhados ao hospital Santa Marcelina - Renato de Souza Santos,25, e Marcos Aurélio Alves de Oliveira, 37.

A secretaria Estadual de Saúde afirma que Oliveira teve alta no mesmo dia e foi preso. Santos permanece internado com escolta policial, segundo a polícia.

Um terceiro suspeito não identificado, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo o relato da ocorrência, os suspeitos tentaram assaltar um caminhoneiro, que encontrou policiais e informou que eles estavam em um carro Uno preto. Houve perseguição, os suspeitos acabaram batendo no carro da polícia, e em seguida foram baleados. Foram apreendidas duas armas.

O vídeo foi divulgado pela página " Polícia do Estado de São Paulo", no Facebook - que não é oficial. O perfil também publicou fotos da ocorrência, que mostram carros de dois batalhões da PM: 48º (Guaianases) e 29º (Itaim Paulista).

Na rede social, o vídeo ganhou repercussão e comentários de pessoas criticando e elogiando a ação da polícia.

A Polícia Civil informou que p inquérito que investiga a tentativa de assalto já foi enviado à Justiça.

Já a Polícia Militar afirmou que a Corregedoria da corporação investiga se houve participação de policiais na produção e divulgação do vídeo. Caso isso fique comprovado, os policiais podem ser punidos.

Leia a nota da PM na íntegra

A Polícia Militar esclarece que o perfil “Polícia do Estado de São Paulo”, na rede social Facebook, não é um dos perfis oficiais da Instituição, apresentando uma série de conteúdos impróprios. Por esse motivo, já está em curso uma investigação sobre o perfil, seu conteúdo e administradores.

Quanto ao caso apresentado, a Corregedoria PM está investigando se houve participação de policiais militares na captação e divulgação das imagens, fato que, se confirmado, poderá resultar punição ao(s) responsável (is).

É importante ressaltar que todo policial militar, assim como qualquer cidadão, pode postar aquilo que bem entender nas redes sociais, podendo, contudo, ser responsabilizado no campo civil, criminal e administrativo em caso de postagens que ofendam pessoas, instituições, que sejam contrárias à lei ou atentatórias à dignidade humana.

A Polícia Militar e suas unidades subordinadas possuem perfis oficiais, que servem como canais de comunicação da Instituição. Seus administradores recebem orientações constantes, sendo as páginas devidamente monitoradas.
 

Folha

O que achou deste artigo?
Fechar

Caso será investigado

Vídeo mostra supostos ladrões baleados pela PM agonizando em SP
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (6)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter