Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Inflação

Comer fora de casa fica 2,84% mais caro

De 2015 até meados deste ano, a receita dos bares e restaurantes caiu, em média, 15% por causa da crise

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
dvg
A receita do setor vem caindo
PUBLICADO EM 03/12/17 - 03h00

SÃO PAULO. Apesar da queda inédita nos preços dos alimentos registrada neste ano, comer fora de casa não está mais barato. De janeiro a outubro, a alimentação fora do domicílio acumula alta de 2,84%, enquanto a alimentação dentro de casa caiu 4,57% no mesmo período. O grupo alimentação como um todo, que inclui fora e dentro de casa, recuou 2,02% de janeiro a outubro, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do IBGE.

Paulo Solmucci Júnior, presidente executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que reúne cerca de um milhão de estabelecimentos no país, justifica a alta de preços do setor, argumentando que os alimentos são apenas parte do custos. Nas suas contas, eles representam 33% das despesas de restaurantes e bares. Depois estão os gastos com mão de obra (25%), aluguel (10%), impostos (15%), tarifas de água, luz (8%), entre outras.

De 2015 até meados deste ano, a receita dos bares e restaurantes caiu, em média, 15% por causa da crise. A reação começou nos últimos meses, mas ainda é muito tímida, avanço de 2,5%.

O que achou deste artigo?
Fechar

Inflação

Comer fora de casa fica 2,84% mais caro
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter