Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Impulso

Queda dos juros eleva em 8% o financiamento de veículos

Dependendo da entrada e do prazo, algumas concessionárias de BH e região oferecem taxa zero

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
dfg
Em alta. Concessionária em Contagem teve em agosto último seu melhor mês de vendas em cinco anos; juros mais baixos ajudaram
PUBLICADO EM 14/09/17 - 03h00

O financiamento de carros novos no intervalo de janeiro a julho deste ano teve crescimento de 8% em relação ao mesmo período de 2016. É a primeira alta em seis anos, conforme a B3 Consultoria. Para os gerentes de concessionárias de Belo Horizonte e região metropolitana, entre os motivos para o crescimento das vendas está a queda na taxa de juros, descolamento da economia dos escândalos políticos e a maior confiança do consumidor. Também ajuda a estratégia das montadoras de oferecer taxa zero, mediante uma entrada maior.

Na concessionária Hyundai Pacific Motors, em Contagem, na região metropolitana, o desempenho de agosto foi recorde, conforme o gerente da unidade, Milton José Pinto. “Foi o melhor agosto dessa loja em cinco anos”, ressalta. Ele conta que foram comercializadas no período 79 unidades, enquanto que em janeiro, as vendas somaram 45, o que mostra a evolução dos negócios. Ele acrescenta que setembro também vem apresentando bons resultados. “Os juros estão mais baixos na comparação com 2016 e tenho percebido o consumidor mais confiante”, analisa.

Além da taxa zero, os juros mais em conta são de 0,69%, desde que o consumidor possa dar uma entrada de 60%, com prazo de 24 meses. Para a taxa zero, a entrada é maior, 80%, e vale para alguns modelos. “No ano passado, nossa menor taxa era de 0,99%”, diz. O gerente da Pacific Motors acrescennta que 60% das vendas da concessionária são financiadas.

Em Belo Horizonte, na concessionária Chevrolet Jorlan, as vendas tiveram alta de 8% no acumulado dos oito primeiros meses de 2017 frente igual período do ano anterior, segundo o gerente Cláudio Zenicola.

A concessionária também tem a taxa zero para alguns modelos, mediante entrada de 60%. O atrativo vale para prazos menores, de 12 a 24 meses. “Sempre que possível, o consumidor procura a taxa zero”, diz.

Para Zenicola, as taxas de juros oferecidas estão mais baixas na comparação com os últimos seis meses, o que é bom para o consumidor que vai financiar o automóvel. Na concessionária, as vendas financiadas respondem de 60% a 70% do total comercializado.

Até o momento, setembro vem apresentando bons resultados, conforme o gerente, já que os carros faturados tiveram alta de 15% frente igual mês de 2016.

Na Honda Banzai, que tem duas unidades na capital, há também a taxa zero para alguns modelos, conforme o gerente André Lisboa. Nesse caso, a entrada é maior, de 60% a 70%, e o prazo é de até 24 meses. Para 36 meses, a taxa é de 1,19%, menor que a oferecida em 2016 (1,50%). Lisboa afirma que as taxas de juros mais baixas oferecidas pelo mercado e a redução dos impactos dos escândalos políticos na economia vêm ajudando o setor a vender mais. Na concessionária, 40% das vendas são financiadas.

Para o presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos de Minas Gerais (Sincodiv-MG), Camilo Lucian, a confiança do consumidor vem aumentando com as boas notícias de retração do desemprego e das quedas seguidas na taxas básica de juros, hoje em 8,25% ao ano. Outro fator determinante, segundo Lucian, é o crescimento da oferta de crédito ao consumidor, influenciado pelo recuo da inadimplência.

O que achou deste artigo?
Fechar

Impulso

Queda dos juros eleva em 8% o financiamento de veículos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter