Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Pesquisa

Site da Caixa não mostra todas as contas inativas

Beneficiário pode buscar informação nas agências em caso de dúvida

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
caixa
Volume. Em dois dias, o site da Caixa para consulta das contas inativas recebeu 36 milhões de acesso
PUBLICADO EM 17/02/17 - 03h00

O site exclusivo da Caixa Econômica Federal para consulta das contas inativas do FGTS (www.caixa.gov.br/contasinativas), recebeu em dois dias 36 milhões de acessos. O número de acessos divulgado pela Caixa contempla o período de terça-feira de manhã até a meia-noite de quarta-feira (15). De acordo com o banco, esse mesmo número foi o total de acessos que o site oficial da Caixa (www.caixa.gov.br) recebeu em todo o mês de janeiro.

O banco admitiu nessa quinta-feira (16) que algumas contas inativas não são encontradas pelo seu site exclusivo, que traz apenas aquelas contempladas pela medida provisória 763/2016, em que o trabalhador ou pediu demissão ou foi mandado embora por justa causa. Já no aplicativo do FGTS, que pode ser baixado gratuitamente em smartphones Android e iOS, é possível acessar todas as contas, tanto as ativas quanto as inativas.

Em função desse fato, a Caixa diz que em caso de dúvida, o beneficiário deve se dirigir a uma agência do banco para pesquisar se tem ou não contas inativas. O banco também salienta que devem ser usados apenas os canais oficiais para fazer a pesquisa.

A economista do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Ione Amorim, também aconselha a ter paciência e buscar informações nos bancos. “O consumidor deve ter paciência mas evitar sites de procedência duvidosa. Muitos deles dizem que fazem pesquisa de conta inativa mas pedem atualização de cadastro. Na verdade, estão querendo os dados dos consumidores”, afirma Ione.

Empréstimo. Outro conselho da economista do Idec é não cair na tentação de antecipar os valor das contas inativas. Diversos bancos estão oferecendo antecipação do valor para pessoas que vão receber o dinheiro nos próximos meses até julho.

“É um dinheiro certo, não vale a pena pagar juros altos para antecipar três meses. E os juros cobrados pelos bancos são altos. Se o trabalhador quer usar o dinheiro para pagar dívidas, pode tentar uma negociação com o credor para pagar quando receber”, diz Ione. (Com agências)

Contas. São 3,31 milhões de contas inativas em Minas Gerais que somam R$ 3,26 bilhões. Isso significa 11% do total do país sendo que 75% dessas contas são de até R$ 1.500 no Estado.


Mais de 30 milhões têm direito

Brasília. A partir de 10 de março, mais de 30 milhões de trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31 de dezembro de 2015 terão direito a retirar o dinheiro das contas inativas.

De acordo com o governo, são mais de R$ 43 bilhões parados nessas contas e o governo calcula que, desse total, R$ 34 bilhões serão sacados por trabalhadores.

Os saques vão acontecer até 31 de julho. Mais da metade dos trabalhadores tem, no máximo, R$ 500 para sacar. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Pesquisa

Site da Caixa não mostra todas as contas inativas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter