Recuperar Senha
Fechar
Entrar

No Japão

Diretora da Toyota é detida por importação ilegal de medicamentos

Julie Hamp, de 55 anos, é suspeita de violar a legislação local ao encomendar e receber uma potente substância analgésica, a base de oxicodona

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Toyota
Presidente Akio Toyoda pediu desculpas pelo incidente e prometeu cooperar com a investigação
PUBLICADO EM 19/06/15 - 07h14

Uma diretora americana da Toyota que trabalha no Japão foi detida e interrogada por importação ilegal de um analgésico que tem o uso estritamente regulamentado no país.

Julie Hamp, de 55 anos, é suspeita de ter violado a legislação local sobre entorpecentes por ter encomendado e recebido, semana passada no Japão, comprimidos de um medicamento com oxicodona, uma potente substância analgésica, sem pedir autorização.

Hamp, a mulher com o maior cargo na montadora nipônica, afirmou que não acreditava ter importado entorpecentes quando foi detida, afirmou um porta-voz da polícia.

O conteúdo do pacote, no entanto, tinha como etiqueta "colares" e os comprimidos estavam camuflados em pequenas joias de brinquedo. Este detalhe provocou a suspeita da polícia.

A rígida legislação antidrogas do Japão proíbe determinados medicamentos que são de uso corrente em outros países. Hamp pode ser condenada a até 10 anos de prisão.

Em um curto comunicado, a Toyota pediu desculpas pelo incidente e prometeu cooperar plenamente com a investigação.

O que achou deste artigo?
Fechar

No Japão

Diretora da Toyota é detida por importação ilegal de medicamentos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter