Recuperar Senha
Fechar
Entrar

decisão

Estados Unidos e Israel anunciam saída da Unesco nesta quinta

EUA vai permanecer como membro da entidade somente até o final do ano

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Trump
PUBLICADO EM 12/10/17 - 11h07

Os Estados Unidos anunciaram, nesta quinta-feira (12), a decisão de se retirar da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), alegando "preconceito contra Israel", segundo um comunicado oficial. O país vai permanecer como membro da entidade somente até o final do ano.

Washington estabelecerá uma "missão de observação" nesta agência da ONU com sede em Paris, substituindo sua representação como membro, disse a porta-voz do Departamento de Estado americano, Heather Nauert.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, afirmou "lamentar profundamente" a decisão dos Estados Unidos. “No momento em que a luta contra o extremismo violento exige um renovado investimento na educação, no diálogo entre as culturas para evitar o ódio, é profundamente lamentável que os Estados Unidos se retirem da agência das Nações Unidas que lidera essas questões”, disse Irina em comunicado oficial.

"A universalidade é essencial para a missão da Unesco de construir a paz e a segurança internacionais em face do ódio e da violência através da defesa dos direitos humanos e da dignidade humana", afirmou, ainda.

As contribuições em dinheiro dos Estados Unidos para a Unesco já haviam sido reduzidas em 2011, uma forma de protesto contra a decisão de permitir o ingresso dos palestinos na entidade.  

Israel também anuncia saída 

Israel anunciou, nesta quinta-feira (12), sua retirada da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como os Estados Unidos, por causa da tomada de partido anti-israelense, segundo os dois, da organização da ONU, que tornou-se um "teatro do absurdo".

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu "deu a instrução ao Ministério das Relações Exteriores para preparar a retirada de Israel da organização, paralelamente aos Estados Unidos", afirma uma nota de seu gabinete. "A Unesco se tornou o teatro do absurdo, onde se deforma a história, em vez de preservá-la", acrescentou.

Atualizada às 14h55

O que achou deste artigo?
Fechar

decisão

Estados Unidos e Israel anunciam saída da Unesco nesta quinta
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (7)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter