Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Decreto-lei

Portugal aprova cidadania para netos de portugueses

Conselho de Ministros de Portugal aprovou nesta quinta-feira (20) modificações na lei de nacionalidade

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
LISBOA
LISBOA
PUBLICADO EM 20/04/17 - 22h10

Netos de portugueses nascidos em outros países e que tenham efetiva ligação à comunidade do país poderão ter a nacionalidade portuguesa. A medida, estabelecida por meio de um decreto-lei em maio de 2015, finalmente foi regulamentada, nesta quinta-feira (20), pelo Conselho de Ministros de Portugal.

Para que seja comprovada a efetiva ligação com o país, os candidatos precisam ter residência legal em território português ou comprovada deslocação regular  para o país.

"A residência ou ligação a uma comunidade histórica portuguesa no estrangeiro" ou a "participação regular ao longo dos últimos cinco anos à data do pedido na vida cultural da comunidade portuguesa do país onde resida, nomeadamente nas atividades das associações culturais e recreativas dessas comunidades" são necessárias, como especifica o texto.

Além disso, os netos de portugueses nascidos em outros países precisam declarar que “querem ser portugueses”.Os outros requisitos são que os candidatos "não tenham sido condenados, com trânsito em julgado da sentença, pela prática de crime punível com pena de prisão de máximo igual ou superior a três anos (segundo a lei portuguesa)" e que "inscrevam o seu nascimento no registro civil português".

O decreto-lei entrará em vigor um mês após a data da sua publicação.

O que achou deste artigo?
Fechar

Decreto-lei

Portugal aprova cidadania para netos de portugueses
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter