Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Sucessão

MPs investigam ataques virtuais 

Justiça manda apreender computadores na sede da Eletrobrás, local que abrigou ofensiva a Aécio

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
B-G
Tática. Para Aécio, presidente Dilma tenta se apropriar da seleção para ganhar a simpatia do eleitor
PUBLICADO EM 12/06/14 - 03h00

São Paulo. A Justiça determinou nessa quarta a apreensão de computadores em um prédio da Eletrobrás após pedido feito pelo Ministério Público do Estado (MPE) do Rio de Janeiro, que investiga o uso dos equipamentos na criação de perfis com ofensas ao pré-candidato à Presidência pelo PSDB, senador Aécio Neves (MG).

Os MPs do Rio e de São Paulo abriram investigações, também nessa quarta para apurar o uso de pessoal e infraestrutura públicos em ataques a Aécio pela internet. O caso da Eletrobrás, revelado pela revista “Veja” em abril, diz respeito a uma tática chamada “spam de comentários”, que tem como objetivo fazer com que os sistemas de busca na internet, como o Google, associem automaticamente o nome dos políticos aos termos pejorativos utilizados.

O procurador geral de São Paulo determinou à Promotoria de Guarulhos que investigue a utilização de equipamentos e servidores da prefeitura para a criação de perfis falsos em redes sociais que vinculavam o senador a hábitos como o consumo abusivo de álcool.

Já o chefe do Ministério Público do Rio determinou a abertura de procedimento investigatório contra perfis que disseminavam, com a ajuda de robôs, comentários ligando o nome de Aécio a desvio de verbas. Esses mesmos perfis utilizaram o mesmo expediente para vincular o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e o prefeito carioca, Eduardo Paes (PMDB), a milícias e ao consumo de drogas.

Outros mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Ministério Público fluminense. Em uma das diligências, o MP apreendeu computador e equipamentos eletrônicos na casa da produtora de televisão Rebeca Mafra. “Eu não sou uma ativista de internet, não costumo me manifestar politicamente. Nunca falei mal de nenhum candidato, não só do Aécio como de nenhum outro”, disse a jornalista.

O endereço do apartamento da produtora, no centro do Rio, consta em documento fornecido à Justiça paulista por uma companhia telefônica, em processo movido por Aécio Neves e que corre sob sigilo. De acordo com a listagem, foi dali que partiram alguns dos ataques ao senador.

Copa. Nessa quarta Aécio criticou o pronunciamento em rede nacional da presidente Dilma Rousseff (PT) sobre a abertura da Copa do Mundo. “O que é triste é a presidente da república querer reviver os tempos da ditadura, se apropriar do sucesso da seleção como fez nessa quarta. É usar dinheiro público pra fazer campanha eleitoral e querer se apropriar – lembrando sim os piores momento da ditadura — da seleção como patrimônio eleitoral”, disse o tucano durante velório de Alencar, em Botafogo, zona sul carioca.

Multa

Antecipada. O Tribunal Superior Eleitoral multou a Caixa Econômica Federal em R$ 25 mil por publicidade do Minha Casa, Minha Vida. Para o TSE, o banco fez propaganda eleitoral para a presidente Dilma.

Reação

Rebate. Após as críticas de Aécio, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, afirmou que não acredita que política e futebol estejam associados. “A seleção não é instrumento nem de situação, nem de oposição, de nenhum partido”, disse.

Memória. Mercadante disse que, durante a campanha presidencial de 1994, quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi eleito, o então presidente, Itamar Franco, se utilizou de expediente parecido.

Ação. O PSB entrou nessa quarta com representação no Tribunal Superior Eleitoral contra a presidente Dilma Rousseff por causa do pronunciamento sobre a Copa do Mundo. A sigla considera que houve propaganda antecipada.

O que achou deste artigo?
Fechar

Sucessão

MPs investigam ataques virtuais 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter