Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Lava Jato

PGR pede prisão de Aécio Neves e STF afasta senador

Informações de bastidores indicam que Aécio Neves negocia se entregar na condição de não ter o momento registrado em imagens

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Aécio Neves
Aécio: "é o maior interessado na realização das investigações porque seu aprofundamento provará a absoluta correção de seus atos"
PUBLICADO EM 18/05/17 - 08h43

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu submeter ao plenário da Corte máxima o pedido de prisão do tucano.

O ministro relator da Lava jato acatou o pedido da PGR de afastamento de Aécio do cargo de senador da República e de quaisquer outros cargos, além de ter requisitado o passaporte do tucano e impedido sua saída do país.

Informações de bastidores indicam que Aécio Neves negocia se entregar na condição de não ter o momento registrado em imagens.

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (18) mandados judiciais nas casas e nos gabinetes dos senadores Aécio Neves e Zezé Perrella (PMDB-MG), além de endereços de várias pessoas a eles ligadas, entre elas a irmã do tucano, Andréa Neves, e o filho do peemedebista, Gustavo Perrella.

As medidas foram autorizadas pelo ministro Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A operação mira citados na delação do empresário Joesley Batista, da JBS, e de outros empresários do grupo.

Além do gabinete no Senado, os policiais estão nos apartamentos de Aécio em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, além da fazenda dele, em Cláudio (MG). Também há medidas judiciais sendo cumpridas contra Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador, apontado por Joesley como intermediário para o pagamento de R$ 2 milhões ao congressista.

Há ainda mandados sendo cumpridos no gabinete em Brasília, na casa e no escritório de Zezé Perrella em Belo Horizonte, fora endereços de um contador e de empresas ligadas a ele. A PF vasculha também a casa do doleiro Gaby Amine Toufic, em Belo Horizonte, e de funcionários do peemedebista, incluindo o assessor Mendherson Souza.

Atualizada às 9h05

Veja mais - Caso JBS

O que achou deste artigo?
Fechar

Lava Jato

PGR pede prisão de Aécio Neves e STF afasta senador
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (14)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter