Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Obstrução

PGR vai denunciar Joesley junto com presidente Temer

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 14/09/17 - 03h00

Brasília. A colunista Vera Magalhães, do jornal “O Estado de S. Paulo”, afirma que o procurador geral da República, Rodrigo Janot, vai incluir o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, na denúncia por obstrução da Justiça e organização criminosa que vai apresentar contra o presidente Michel Temer até domingo, antes de passar o bastão a Raquel Dodge.

Segundo a colunista, com a imunidade criminal de Joesley suspensa, integrantes do Ministério Público Federal (MPF) dizem que a inclusão do empresário e delator deve ser um fator para enfraquecer a defesa de Temer. O presidente e aliados têm dito que a imunidade dada aos executivos do grupo J&F foi excessiva, que eles podem tem faltado com a verdade em troca de tantos benefícios.

A denúncia por obstrução da Justiça será baseada no depoimento do próprio Joesley e na delação do doleiro Lúcio Funaro. Já o pedido de condenação por organização criminosa será embasado, também, no relatório da Polícia Federal sobre o inquérito do chamado “quadrilhão do PMDB”. Janot viu “substância” para denunciar o presidente. O parecer, segundo integrantes da PGR, mostra uma “dinâmica mais clara” de como se davam a hierarquia e a divisão de tarefas no núcleo do PMDB da Câmara, que seria comandado por Temer, de acordo com a PF.

Reação

Críticas. A inclusão de Joesley na denúncia também é uma reação de Janot às críticas de que tem sido alvo desde que vieram à tona suspeitas de ilegalidades na delação do empresário.

O que achou deste artigo?
Fechar

Obstrução

PGR vai denunciar Joesley junto com presidente Temer
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter