Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Decreto dos Portos

Temer vai entregar as 50 respostas à PF até quarta-feira

Inquérito apura suposta propina recebida pelo presidente

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
temer
Temer insistia em manter os dirigentes no banco público para evitar conflitos com partidos políticos que indicaram os nomes para os cargos
PUBLICADO EM 13/01/18 - 03h00

Brasília. O presidente Michel Temer vai entregar, na próxima terça ou quarta-feira, suas respostas à Polícia Federal (PF) no inquérito que apura suposta propina recebida por ele em troca do Decreto dos Portos. O emedebista está mesmo decidido a responder todas as 50 perguntas que lhe foram encaminhadas pela PF.

Ao contrário do ano passado, quando ignorou os investigadores e não respondeu nenhuma das 82 indagações feitas no âmbito de outro inquérito – sobre corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa no caso JBS –, agora o presidente decidiu não se omitir.

Ele se encontrou quinta (11) e sexta (12) com o advogado Antonio Carlos Mariz de Oliveira para discutir a estratégia da defesa no inquérito e redigir as respostas. A PF investiga suspeitas de que um decreto presidencial foi feito sob medida para atender os interesses do setor portuário.

Além de Temer, são investigados Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor do presidente e ex-deputado federal, e Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, respectivamente, dono e diretor da empresa Rodrimar, que atua no Porto de Santos. As perguntas foram enviadas no dia 3 de janeiro. Nelas, Rocha Loures, é citado nominalmente 38 vezes. A defesa de Temer tem até dia 19 para enviar as respostas. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Decreto dos Portos

Temer vai entregar as 50 respostas à PF até quarta-feira
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (5)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter