Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Viçosa

Após casos de violência, UFV promete reforçar segurança

Homens armados invadiram instituição durante aula e fizeram estudante refém

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
UFV
Universidade Federal de Viçosa (UFV) tem 20.970 estudantes
PUBLICADO EM 18/04/17 - 20h31

A incidência de crimes dentro do campus da Universidade Federal de Viçosa (UFV), na Zona da Mata, levou a direção da instituição de ensino a prometer um reforço na segurança do local. Durante reunião entre reitoria, professores e vigilantes, na manhã desta terça-feira (18), foi decidido pelo aumento do número de câmeras no campus e pela instalação de uma cerca elétrica no prédio do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, onde acontece a maioria das ocorrências.

De acordo com um funcionário que não quis ser identificado, a reunião aconteceu depois que homens armados invadiram o prédio do departamento, na tarde dessa segunda-feira (17).

Com uma faca, um dos suspeitos teria feito uma aluna refém enquanto outros comparsas roubavam celulares e notebooks dos estudantes. Com medo, um professor teria se trancado na sala de aula com outros alunos. Ninguém foi preso.

Ainda conforme o trabalhador, o quadro de profissionais de segurança da universidade está defasado. “Não contratam ninguém há 20 anos. Hoje, são 40 homens que trabalham em rodízio. Por turno, ficam cinco homens espalhados por toda universidade de 1.500 hectares (cerca de 1.500 campos de futebol)”, conta. Ele ainda relata que várias câmeras instaladas no campus não estão funcionando. A instituição tem 20.970 alunos e 1.241 professores.

Uma aluna de mestrado da UFV diz que a onda de assaltos no local gera medo. “Eu já fui perseguida por um homem e ao passar pela guarita dos vigilantes percebi que estava vazia”, afirmou.

Questionada, a assessoria de imprensa da UFV não comentou os crimes, a suposta defasagem na equipe de segurança nem os problemas nas câmeras. A instituição apenas informou que “a universidade busca reforçar suas ações de segurança em parceria com a Polícia Militar e vigilantes do campus”.

Suspeitos. A Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora, na mesma região, que atende Viçosa, informou que está apurando as ocorrências ocorridas dentro da universidade, que é federal.

Professora conta ter sido ameaçada

Uma professora do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa (UFV) foi ameaçada várias vezes pelo mesmo homem na última semana. Segundo a mulher, que pediu para não ser identificada, o suspeito entrou na sala dos professores enquanto ela estava sozinha.

“Ele entrou e disse que estava procurando outro professor, depois voltou e me pediu para sair da sala sem olhar para trás. Foi muito rápido, não deu tempo de acionar a segurança. No outro dia, achei meus documentos jogados na grama do campus”, relatou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Viçosa

Após casos de violência, UFV promete reforçar segurança
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter