Recuperar Senha
Fechar
Entrar

De BH

Após viralizar na web, mãe que bateu no filho teve que apagar perfis

Assédio na internet fez com que a família apagasse seus perfis no Facebook e Twitter; um perfil falso usa fotos da família e incomoda parentes

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
video garoto apanhando
Rapidamente as imagens do garoto levando as chineladas se espalharam pela internet
PUBLICADO EM 05/03/15 - 16h40

Após o vídeo de uma mãe batendo no filho de 15 anos por ele ter vazado imagens íntimas da ex-namorada se espalhar pela internet nesta quarta-feira (4), a família, que é de Belo Horizonte, precisou apagar seus perfis nas redes sociais para fugir do assédio de pessoas de todo o Brasil. Entre críticas às chineladas e elogios à atitude da mãe, a proporção que as coisas tomaram já afetam toda a família, que prefere não conversar com a imprensa. 

O vídeo começou a circular no Facebook desde a tarde de quarta-feira e rapidamente invadiu os feeds de notícias de todo o país. Na imagem a mulher aparece com um sapato em uma mão, filmando com a outra e gritando com o adolescente, que aparece sentado em um sofá. "Você gosta de filmar as pessoas na situação degradante? Abaixa essa mão", diz a mãe antes de desferir algumas "chineladas" no garoto.

Depois de perguntar se o filho é muito homem para filmar uma menina e ele tentar argumentar dizendo que não foi ele quem mandou para outras pessoas, a mãe diz "cala essa boca, não quero saber se foi você quem mandou! Olha pra mim, você é muito homem para filmar uma menina numa situação que ela vai ter vergonha pro resto da vida?", antes de finalizar chamando o menino de babaca.

Pouco tempo depois, as páginas pessoais tanto do adolescente quanto da autora das chineladas foram invadidas por pessoas, a princípio, elogiando a mãe e criticando o garoto. Segundo uma parente da mulher, que preferiu não ser identificada, todos estão assustados com a proporção que as coisas tomaram. "A mãe dele teve que apagar os perfis por causa do assédio. Está até com o celular desligado. A família está assustada", contou. 

Ainda na quarta-feira, antes de apagar os perfis, a mãe chegou a postar algumas coisas em sua conta no Twitter justificando o que aconteceu e dizendo que se arrependeu de ter enviado o vídeo batendo no filho para a nora, que o vazou na internet. 

"Vou resumir assim: eu não pedi para ninguém espalhar isso. Bati para ele aprender a lição e a enviei para que ela visse que minha parte eu fiz. Eu o castiguei mesmo sabendo que não foi ele quem espalhou o outro vídeo. Castiguei pelo fato de ter filmado. E castigaria outra vez! Mas errei em enviar para ela, pois confiei uma coisa minha e fui traída. Nunca quis isso espalhado. Agora que sirva de lição para mim e para ele", diziam as postagem da mãe antes de apagar seu perfil na rede social. 

FOTO: TWITTER/REPRODUÇÃO
mãe bateu filho
Mãe tentou justificar o ocorrido em sua conta no Twitter

Perfil falso

Mal a família se livrou de suas páginas para tentar esquecer o ocorrido e um perfil falso usando o nome da mãe foi criado no Facebook. Se não bastasse, a página que já tem mais de 800 seguidores pegou fotos da família, inclusive com a irmãzinha pequena do garoto que apanha, e as publicou.

Vários familiares protestaram contra o perfil falso e avisaram que acionarão a polícia e a Justiça. "Usando fotos e nome de outra pessoa para se promover.. Deixa de ser doente.. Tem foto de criança nessa sua brincadeira de mal gosto.. A família esta sofrendo com a situaçao e o caso ja esta na polícia.. Apague esta página ou resolveremos na Justiça", disse um dos familiares na página falsa.

FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
perfil falso mãe bate filho
Perfil falso usa fotos pessoais da família e incomoda parentes

 

O que achou deste artigo?
Fechar

De BH

Após viralizar na web, mãe que bateu no filho teve que apagar perfis
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter