Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Inovação

Belo Horizonte pode ter táxis totalmente elétricos

BHTrans vai testar o uso dos carros nos próximos meses

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Belo Horizonte vai testar táxis elétricos
Belo Horizonte vai testar táxis elétricos
PUBLICADO EM 13/07/17 - 19h26

Os usuários de táxi de Belo Horizonte podem começar a viajar em carros totalmente elétricos - aqueles que não emitem carbono - caso o BYD e6, veículo apresentado nesta quinta-feira (13) pela BHTrans, caia no gosto dos motoristas. Depois de testar na capital ônibus e micro-ônibus 100% elétricos, tanto no serviço convencional como no suplementar, a empresa vai disponibilizar nos próximos dias um carro de teste para que taxistas avaliem a tecnologia.

O serviço deve ser homologado em breve pela empresa e publicado no Diário Oficial do Município (DOM).Segundo a BHTrans, a medida está alinhada aos objetivos do Plano de Mobilidade de Belo Horizonte (PlanMob-BH) e tem a intenção de “construir uma cidade voltada para a mobilidade urbana sustentável”.

O modelo apresentado pela BHTrans é da empresa chinesa BYD. Eles trouxeram para Belo Horizonte cinco modelos para venda e um para teste dos taxistas. O e6 foi vistoriado, testado e aprovado pelos técnicos da BHTrans. O gerente de Controle de Permissões da empresa, Reinaldo Avelar, ressaltou que a intenção é buscar tecnologias sustentáveis para os serviços de transporte da capital. “O carro da BYD atende bem aos parâmetros do serviço de táxi, como conforto, dimensões e potência. O destaque é a emissão zero de carbono, o que contribui para as questões ambientais. A BHTrans apresenta e homologa essas novas tecnologias, deixando livre para que os taxistas possam escolher e decidir”, afirmou.

A BHTrans pretende fechar com o Sindicato Intermunicipal dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários (Sincavir), um teste operacional para que os taxistas possam avaliar, no dia a dia, os benefícios da tecnologia. Ainda não está previsto o início dos testes.

De acordo com o gerente comercial da BYD, Adriano Caputo, o e6 pode rodar 400 km por carga. Esgotado a quilometragem, o motorista pode realizar a carga por duas horas em casa ou em um eletroposto. A bateria tem vida útil de 40 anos e 60 kWh de capacidade.

O custo do veículo, entretanto, tem gerado desconforto em alguns motoristas. O investimento para adquirir o veículo é de R$ 270 mil. Para Claudio Antônio, 60, valor é totalmente fora da sua realidade. “É legal a ideia, para o meio-ambiente é importante, mas um taxista que tem dinheiro para comprar um carro desses não precisa trabalhar, não é mesmo?”, questionou.

Caputo, entretanto, afirma que a empresa BYD está com uma linha de financiamento para taxistas no valor R$ 174 mil, sendo R$ 5 mil de entrada e os R$ 169 mil divididos em 72 vezes.  De acordo o gerente, na comparação com os outros carros, o veículos tem redução de 85% de custo com combustível. Adquirindo o carro, o taxista leva grátis um carregador para uso em casa. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Inovação

Belo Horizonte pode ter táxis totalmente elétricos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter