Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Amordaçada

Jardineiro é preso suspeito de matar e roubar idosa no Barreiro

Vítima, de 80 anos, foi encontrada morta quatro dias depois de ter sido assassinada dentro de casa; suspeito usou cartões da vítima para fazer compras, saques e transferências

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
COLETIVA IDOSA MORTA
Roupa usada pelo suspeito e materiais roubados foram recuperados
PUBLICADO EM 20/03/17 - 13h38

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta segunda-feira (20), um jovem de 20 anos suspeito de ter matado e roubado uma idosa de 80 anos, há pelo menos dez dias, dentro da casa dela, na região do Barreiro, em Belo Horizonte. O homem confessou os roubos, mas negou o assassinato.

"Desde a notícia da morte, a gente se empenhou em encontrar o suspeito. Ele fez saques, transferências bancárias e, inclusive, fez uma para a conta dele. Desde o dia do assassinato, ele vem movimentando a conta dela. A senhora morreu na quinta-feira, dia 9, mas o corpo só foi encontrado na segunda-feira, dia 13. Na sexta-feira (17), nós conseguimos o pedido de prisão e busca e hoje o prendemos na casa da atual companheira dele, na parte central do Barreiro", detalhou a delegada Virgínia Salgado e Bittar, responsável pelas investigações do caso.

Conforme a delegada, o suspeito nega que tenha matado a idosa, mas confessa ter movimentado a conta dela, sem contar com a ajuda de comparsas. Ele se aproveitou da proximidade que tinha com a vítima, que morava sozinha.

"Ele assume que amordaçou e amarrou a vítima, enquanto procurava bens de valor na casa. Depois fugiu e deixou ela viva. Ele recolheu os cartões dela, que continham a senha junto. Além de dinheiro, ele roubou colcha, forno elétrico, DVD, notebook, celular, foram muitos objetos. Nós não temos ainda os valores totais, mas acreditamos que ele sacou em torno de R$ 5.000, pagou contas com o dinheiro dela, fez compras no cartão de crédito e tentou transferir quase R$ 20 mil", explicou.

Ainda, segundo a delegada, após o roubo o jovem chegou a retornar a casa da idosa. Ele pediu uma escada para os vizinhos e pulou o muro. A intenção dele era procurar pelo CPF da vítima, para que conseguisse desbloquear outros cartões. Contudo, ao entrar na residência, ele se deparou com o corpo dela e deixou o local sem levar nada.

A polícia não descarta a possibilidade de o suspeito ter feito outras vítimas, já que o homem alegou dificuldades financeiras. Quando menor de idade, o jovem foi apreendido por tráfico de drogas.

O suspeito prestava serviço eventual de jardinagem para a idosa Marina Dantas de Avellar. A família dela não tinha conhecimento que o homem frequentava a residência. O homem será encaminhado para uma unidade do sistema prisional.

Relembre o caso

O corpo de Marina foi achado em estado avançado de decomposição, há sete dias, e no dia, não foi possível identificar como ela foi ferida. Contudo, segundo a Polícia Militar (PM), ela foi amordaçada.

Vizinhos sentiram um cheiro ruim vindo da residência e chamaram a PM. Há uns três dias, Mariana não era vista, segundo os moradores da região.

No local, a PM encontrou a porta da cozinha aberta e a casa toda revirada, como se alguém tivesse procurando alguma coisa. À polícia, a família não soube dizer se havia algo de valor na residência.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Amordaçada

Jardineiro é preso suspeito de matar e roubar idosa no Barreiro
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter