Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Em Manhuaçu

Menina de 13 anos pode ser nova vítima do jogo 'Baleia Azul' em Minas

Adolescente escapou da morte após cumprir uma das mais perigosas tarefas do desafio

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
baleia azul
PUBLICADO EM 19/04/17 - 19h45

Depois da morte de um adolescente de 16 anos no bairro Ribeiro de Abreu, em Belo Horizonte, e de um rapaz, de 19, em Pará de Minas, na região Centro-Oeste do Estado, a Polícia Civil investiga mais um caso que pode ter envolvimento com o jogo suicida “Baleia Azul”.

Dessa vez, contudo, para o alívio dos familiares, a vítima, uma menina de 13 anos, de Manhuaçu, na Zona da Mata, escapou da morte mesmo após cumprir uma das mais perigosas tarefas do desafio macabro: ingerir diversos medicamentos.

A adolescente foi encontrada desmaiada em um quarto da casa onde mora na madrugada dessa segunda-feira (17). Ela ingeriu diversos comprimidos de um relaxante muscular e outros medicamentos sujeitos a controle especial. Além disso, os braços da menina estavam cortados.

Segundo uma tia da família, de 33 anos, que não será identificada, a adolescente teve um domingo tranquilo e, à noite, foi dormir. Durante a madrugada, a mãe ouviu um barulho e se deparou com a vítima desmaiada. “Chamamos os bombeiros, revistamos os bolsos e achamos o remédio”, relatou.

“Achei lâminas de gilete dentro de uma caixinha, perto da cabeceira”, acrescentou a parente. Há algum tempo, a adolescente estava escutando muitas músicas e assistindo a várias séries. “Percebi algumas coisas, ela só andava de blusa de manga comprida e andava vendo muitas séries”, disse a tia.

Posts nas redes sociais

A suspeita da relação do ocorrido com o jogo da "Baleia Azul" aumenta porque a adolescente teria confidenciado à amiga que iria tomar os comprimidos. Ela teria dito ainda que estava no “desafio, mas não estava jogando".

No domingo à noite, por volta de 22h40, a jovem mudou o status do WhatsApp para uma imagem preta. Mais cedo, às 18h06, a menina postou no Facebook que “o suicídio é a melhor opção”.

“Começamos a perguntar e ela disse que não era nada. Ainda bem que não aconteceu o pior. É preciso observar (os jovens)”, finalizou a tia.

A garota foi internada na madrugada da última segunda-feira (17) e recebeu alta nesta quarta (19). Ela é acompanhada por psicólogos.

De acordo com a Policia Civil, um inquérito já foi instaurado para investigar o caso. O delegado responsável vai ouvir os familiares da vítima e uma amiga, além de coletar provas em celulares e outros dispositivos eletrônicos.

O desafio

O jogo "Baleia Azul" começou na Rússia e consiste em incitar os participantes, geralmente em grupos secretos no Facebook ou no WhatsApp, a completar 50 desafios, que conduzem lentamente à morte.

Ao entrar no grupo, o jogador recebe tarefas do administrador, que envia as mensagens normalmente às 4h20. No começo, as determinações são mais simples: desenhar uma baleia em uma folha, passar a noite em claro ouvindo músicas tristes ou vendo filmes de terror.

Depois, elas vão ficando mais perigosas: os participantes são ordenados a tatuar uma baleia no braço com uma faca ou uma lâmina de barbear.

O jovem que decidir deixar o jogo antes de concluir os 50 desafios é impedido pelo curador - administrador -, que ameaça os participantes. Essa intimidação ocorre da seguinte forma: o responsável pelo grupo mostra o endereço residencial do participante e de seus familiares e declara que se ele sair do grupo, todos serão mortos.

O que achou deste artigo?
Fechar

Em Manhuaçu

Menina de 13 anos pode ser nova vítima do jogo 'Baleia Azul' em Minas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter