Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Medo

Moradores estão aterrorizados

Polícia ocupa o morro e afirma que ousadia dos bandidos terá fim

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
polícia
Polícia ocupou o aglomerado ontem e promete ação rigorosa
PUBLICADO EM 14/09/17 - 03h00

Há quase dois meses as duas gangues voltaram a aterrorizar moradores e desafiam a polícia. A guerra recomeçou em julho último com uma série de tiroteios. Pelo menos duas mortes são atribuídas às disputas. A última delas ocorreu no domingo, quando Wenderson Charles Santana Gomes, 17, foi executado a tiros por dois homens que pertenceriam à Pau Comeu.

Aterrorizados, os moradores não conseguem sair de casa. É o caso de uma mulher que falou com a reportagem por uma pequena abertura na janela de sua casa. “A gente tá quieto, dentro de casa, com medo. Mas fazer o quê? A gente não tem para onde ir. Quando tem um tiroteio, nem pela greta da janela eu olho”, disse ela, que pediu para não ser identificada.

A situação mais preocupante é a de outra senhora, que mora numa área considerada pela polícia “o olho do furacão”. “Não dormi e, até agora, estou tremendo de medo”, disse ela na manhã dessa quarta-feira (13), quase 12 horas depois do tiroteio.

O tenente Mauro Lúcio da Silva diz que “a Polícia Militar vai continuar fazendo um trabalho incansável, em parceria com a Polícia Civil, para prender os demais bandidos, devolver a paz à comunidade e preservar o direito de ir e vir das pessoas”.

O que achou deste artigo?
Fechar

Medo

Moradores estão aterrorizados
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter