Recuperar Senha
Fechar
Entrar

SUL DE MINAS

Nove pessoas são mortas em operação policial em Itamonte

Um grupo de 20 suspeitos vindo de São Paulo pretendia assaltar vários caixas eletrônicos em cidades como Caxambu, Passa Quatro e Itamonte; Pelo menos outros 14 bandidos podem ter fugido e ainda são procurados

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
  • Osvaldo Ramos
    Tiroteio cinematográfico assustou moradores de Itamonte, no Sul de Minas, onde algumas casas chegaram a tremer com o estrondo dos disparos
  • Osvaldo Ramos
    Tiroteio cinematográfico assustou moradores de Itamonte, no Sul de Minas, onde algumas casas chegaram a tremer com o estrondo dos disparos
  • Osvaldo Ramos
    Tiroteio cinematográfico assustou moradores de Itamonte, no Sul de Minas, onde algumas casas chegaram a tremer com o estrondo dos disparos
  • Osvaldo Ramos
    Tiroteio cinematográfico assustou moradores de Itamonte, no Sul de Minas, onde algumas casas chegaram a tremer com o estrondo dos disparos
  • Osvaldo Ramos
    Fuzis, munição, dinamites e coletes à prova de bala foram apreendidos com os bandidos
  • Osvaldo Ramos
    Fuzis, munição, dinamites e coletes à prova de bala foram apreendidos com os bandidos
  • Osvaldo Ramos
    Eco Sport dos criminosos foi abandonado e apreendido pela Polícia Civil
  • Osvaldo Ramos
    Honda Civic usado pelos criminosos foi atingido por vários tiros dos policiais
  • Osvaldo Ramos
    Para-brisa do Palio usado pelos bandidos na ação foi acertado por vários tiros dos policiais
PUBLICADO EM 22/02/14 - 07h55

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil de São Paulo e a de Minas Gerais, com reforço da Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais (PRF-MG), acabou com nove pessoas mortas durante uma troca de tiros cinematográfica entre policiais e criminosos, em Itamonte, na região Sul de Minas, na madrugada deste sábado (22). 

Segundo a Polícia Militar (PM), um grupo de 20 criminosos atuou na ação. Apesar disso, a Polícia Civil de São Paulo e a de Minas confirmam apenas 15 integrantes no bando até o momento. Eles são suspeitos de outros assaltos a caixas eletrônicos em Minas Gerais e pretendiam arrombar equipamentos em várias cidades do Sul de Minas, como Caxambu, Passa Quatro e Itamonte. O que mais chamou a atenção da polícia foi o fato de os criminosos usarem capuzes e máscaras de palhaço, além de vestir coletes à prova de balas durante a ação.

Os bandidos saíram do Estado de São Paulo no início da noite de sexta-feira, em cinco veículos: um Honda Civic, um Eco Sport, uma Duster, um Palio e um Vectra. Os criminosos chegaram na praça Padre Francisco Mira, no centro de Itamonte, por volta de 2h30 e abriram fogo no meio da praça. Porém, eles foram surpreendidos por um grupo de policiais civis e militares que revidou os disparos.

Houve troca de tiros entre os suspeitos e os policiais, sendo que cinco bandidos foram presos. Três deles foram baleados e detidos ainda em Itamonte, no local do confronto com os policiais. Outros dois foram localizados nas cidades de Guaratinguetá e Arujá, ambas no interior de São Paulo. Ao todo, nove pessoas morreram. Quatro deles foram baleados dentro do Honda Civic e cinco suspeitos foram atingidos por tiros em uma perseguição policial na entrada da cidade, na BR-354, na altura dos km 754 e 758. Um policial civil também ficou ferido ao ser atingido por um tiro no braço, mas não corre risco de morrer.

Um caixa eletrônico do Bradesco, que fica a cerca de 800 metros da praça Padre Francisco Mira, foi estourado durante o tiroteio. Os bandidos chegaram a levar uma gaveta de dinheiro, que foi recuperada pela polícia. Equipes das polícias civil e militar de Itamonte, Passa Quatro, Caxambu e São Lourenço, da mesma região, também deram reforço. Ao todo, 80 policias civis receberam apoio de 80 policiais mineiros, sendo 40 militares e outros 40 da PRF.  Com os criminosos, a polícia apreendeu fuzis, pistolas, bananas de dinamite, um pé de cabra e outros materiais para arrombamento de caixas eletrônicos.

Um servidor da prefeitura de Itamonte, que pediu para ter a identidade preservada, contou que chegou a socorrer um dos bandidos que foi baleado no joelho. O suspeito foi levado para o pronto-atendimento de Itamonte e depois transferido para São Lourenço. Segundo ele, o assaltante não falou nada durante o socorro, mesmo ao ser interrogado pelos policiais.

De acordo com os delegados João Eusébio, chefe do 17º Departamento da Polícia Civil de Pouso Alegre, e Flávio Pinheiro Lopes, chefe da Divisão de Investigação Criminal de São Paulo (DIC-SP), que coordenam a investigação, o bando de criminosos é investigado desde meados de 2012 pela Polícia Civil. Apesar disso, a policia ainda não sabe dizer se os suspeitos podem ser autores de outros crimes similares praticados na região.

Segundo a PM de Passa Quatro, pelo menos 14 criminosos usaram um carro e um caminhão para fugir pela BR-166, mais conhecida como rodovia Dutra – principal rodovia do Brasil, que liga o Sul ao Norte do país. Porém, a Polícia Civil não confirma essa informação e trabalha apenas com um suspeito ainda procurado, que escapou por um matagal nas redondezas de Itamonte durante o tiroteio.

Histórico

Os tiros ouvidos por moradores na madrugada de hoje (22) não foram novidade na pequena cidade de Itamonte, no Sul de Minas, que tem apenas 14 mil habitantes. Em novembro passado, assaltantes já tinham estourado dois caixas eletrônicos na cidade, um do Santander e outro do Banco do Brasil, que ficam na praça Padre Francisco Mira, no centro – mesmo cenário do tiroteio que acabou com nove criminosos mortos.

Na ocasião, moradores relatam ter ouvido a explosão dos caixas e depois tiros disparados pelos assaltantes contra a polícia. “Minha filha acordou nesse dia e ficou muito assustada. Meu marido havia viajado para São Paulo e ficamos sozinhas” relatou uma moradora, de 28 anos, que preferiu preservar seu nome.

No assalto de novembro, os bandidos conseguiram fugir levando dinheiro. O crime, na época, foi uma novidade na cidade, que é citada como pacata por moradores.

O que achou deste artigo?
Fechar

SUL DE MINAS

Nove pessoas são mortas em operação policial em Itamonte
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (74)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Falta pouco tempo para acabar
Oferta se encerra em:
0
0
:
0
0
:
0
0



A Máquina de Costura Portátil SteamMax MaxHome é bivolt automática também podendo ser operada a pilha (4 pilhas AA não inclusas) caso haja falta de energia . 


Com dois níveis de velocidade o produto possui botão de retrocesso e ajuste de comprimento de ponto, além do adaptador AC/DC.


Compacta, surpreendente e cabe em qualquer lugar.


Ponto reto com 2 velocidades de avanço. Possui luz que facilita a costura.


O acionamento pode ser manual ou por pedal, o que garante uma costura reta, uniforme e constante, na velocidade que você precisar.


Possui costura reversa, que finaliza costura sem necessidade de pontos de arremate.


Funciona através da energia elétrica nas voltagens 110V ou 220V, pois é bivolt. Além disso, pode ser usada com 4 pilhas AA*, o que permite que você use sua máquina portátil em qualquer lugar a qualquer hora.


Ela é perfeita para realizar consertos e pequenos trabalhos! Conserta e costura desde peças de tecidos delicados, como algodão ou cetim.

Com a opção de costura dupla com carretel e/ou bobina e juste do comprimento do ponto, os pontos ficam firmes e bem acabados.


O arremate de pequenas costuras, bainhas e barras, ou mesmo para criar blusas, vestidos ou aquela bolsa estilizada que só você vai ter!

Para isso, ela conta com uma fenda especial para encaixe de mangas ou barras e melhor finalização.


Use sua criatividade e crie uma infinidade de artigos simples e fáceis de fazer como um jogo americano para sua cozinha, um tapete para a sala, almofadas para decorar sua casa ou mesmo cortinas para pia.


Ideal para uso doméstico, ela é leve, compacta e fácil de operar!

Trabalha com sistema de carretilhas assim como as máquinas grandes e reúne todos os recursos de uma máquina profissional, mas com uma exclusiva vantagem: é a única que você guarda em qualquer cantinho e leva para onde quiser! 


Não se desespere mais quando precisar pregar um zíper, costurar ou fazer uma barra de última hora, quando você mais precisar.

Você que é pratica, independente e gosta de dar seu toque especial às suas roupas, não pode ficar sem a sua! Economize tempo e dinheiro. 


Faça você mesma os reparos e as roupas que você  sempre quis, mas nunca imaginou que pudesse ser tão fácil!

01 Máquina de Costura
01 Pedal
01 Fonte Bivolt
04 Bobinas
01 Agulha
01 Passador de linha
01 Manual de instruções
R$ 209.90
199.90
Somente 46 peças