Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Bike Anjo BH

Oficinas ensinam como os ciclistas devem se comportar

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 15/06/13 - 20h49

Em fevereiro do ano passado, um grupo de ciclistas mineiros decidiu colocar as magrelas na rua e ensinar a andar de bicicleta quem sempre quis pedalar. A iniciativa do projeto Bike Anjo BH ajudou a formar, até fevereiro deste ano, 500 novos ciclistas na capital – uma média de 40 novos bicicleteiros por mês pedalando por lazer e iniciando trajetos no trânsito.

Enquanto os projetos da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) destinados a conscientização e os planos cicloviários engatinham , ciclistas experientes oferecem oficinas de bicicleta gratuitas em todos os últimos domingos do mês, na praça Arnaldo Janssen, no cruzamento da avenida Carandaí com a rua Ceará, no bairro Funcionários, na região Centro-Sul. “Fazemos muitos atendimentos. Ensinamos como pedalar e também o comportamento correto dos ciclistas no trânsito. Vamos até onde for melhor para o interessado, fazendo também atendimentos individuais”, disse o voluntário Vinícius Zucheratto, 30, do Bike Anjo BH.

Perigos. O número de vítimas de acidentes envolvendo bicicletas registrou aumento no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. De janeiro a maio de 2012, foram 128 atendimentos de ciclistas e, no mesmo período deste ano, 134. Houve um crescimento de 3%.

Estudo. Preocupada com as condições das ciclovias e os trajetos de novos ciclistas no trânsito, a associação de ciclistas urbanos BH em Ciclo prepara um estudo, a ser divulgado ainda neste ano, sobre a condição das ciclovias da cidade. “Vai ser importante para mostrar o que precisa mudar”, disse Guilherme Tampieri, membro do BH em Ciclo. (LS)

O que achou deste artigo?
Fechar

Bike Anjo BH

Oficinas ensinam como os ciclistas devem se comportar
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter