Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Insegurança

Ousadia de bandidos causa medo na região da Pampulha

Diante de onda de assaltos, moradores evitam sair de casa

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
saf
Flagrante. Câmeras de segurança registraram o momento em que bandidos abordaram vítima
PUBLICADO EM 14/09/17 - 03h00

As ruas planas e arborizadas do bairro Santa Amélia, na região da Pampulha, sempre foram local propício para caminhadas ou passeios com filhos e cachorros. Mas estão cada dia mais desertas pelo medo que tem aprisionado os moradores em suas casas. Atrevidos, os bandidos invadem até garagens de condomínios em busca de objetos de valor e por pouco não entram nos apartamentos.

Na última semana, ao menos quatro crimes foram denunciados em grupos de WhatsApp da rede de vizinhos protegidos da Polícia Militar (PM) no Santa Amélia e na região. Três bandidos tiveram o rosto estampado nas imagens tiradas de câmeras de segurança, mas nenhum foi preso até agora.

O que chama atenção é a ousadia dos bandidos. No início da madrugada desta quarta, dia 13/09, um homem com um braço enfaixado e uma tipoia conseguiu entrar em um condomínio na rua Dona Cidinha Stussi, no Santa Amélia. Sem esconder o rosto e ignorando a existência de câmeras de segurança, ele passou calmamente pela garagem, pegou um par de tênis na porta de uma residência e saiu sem ser percebido. Poucos minutos depois, a PM foi acionada e compareceu ao local com mais de cinco viaturas, mas não havia sinal do bandido.

Dois dias antes, um rapaz bem-vestido estacionou um carro na rua General Patton, no Santa Amélia, desceu e abordou duas mulheres que estavam a pé. Uma delas foi obrigada a entregar o celular. O homem voltou para o carro e fugiu.

“A sensação é que não temos saída e que a coisa só vai piorar. Não podemos mais sair de casa”, disse uma mulher de 44 anos, vítima de um assalto recente.

Queda. Embora a sensação da população seja de insegurança diante dos casos recorrentes, a Polícia Militar alega que os índices de violência estão em queda. De acordo com o major Warley da Silva Almeida, comandante da 15ª Companhia, houve uma redução de 4% no número de roubos e outros crimes violentos, como homicídio.

Números

Redução. De janeiro a 12 de setembro deste ano, foram registradas 1.861 ocorrências na região, contra 1.939 do mesmo período no ano passado. 

Violência. A queda é de 78 casos no período. A média é de sete crimes violentos por dia.

Área. Além do Santa Amélia, a 15ª Companhia atende outros 12 bairros das regiões Norte e Pampulha da capital mineira. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Insegurança

Ousadia de bandidos causa medo na região da Pampulha
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (14)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter