Recuperar Senha
Fechar
Entrar

No bairro São Geraldo

Polícia prende suspeito de abusar de deficiente auditiva em BH

O suspeito estava com roupa da Copasa e entrou na casa da vítima para fazer a leitura do registro; após realizar seu trabalho ele perguntou se a vítima era casada e passou a mão em sua vagina

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Rua onde o suspeito foi preso
Rua onde o suspeito foi preso
PUBLICADO EM 17/02/17 - 12h13

A Polícia Militar prendeu, na manhã desta sexta-feira (17), um homem de 43 anos suspeito de abusar de uma mulher de 48 anos que é deficiente auditiva. O crime ocorreu por volta de 9h, na rua Túriassu, no bairro São Geraldo, na região Leste de Belo Horizonte.

De acordo com a polícia, o suspeito estava com roupa da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (CopasaMG) e entrou na casa da vítima para fazer a leitura do registro. Após realizar seu trabalho ele perguntou se a vítima era casada e passou a mão em sua vagina.

Como é surda e muda, a mulher teve dificuldades para pedir socorro, no entanto, uma vizinha ouviu gemidos na rua e reconheceu como sendo da vítima. Ela chamou a polícia. A filha da vítima traduziu o que a mulher dizia, por meio de linguagem de sinais, e os policiais fizeram uma patrulha na região para encontrar o suspeito.

Quando o homem fazia leituras na rua Pindaré, no mesmo bairro, a polícia conseguiu prendê-lo. O suspeito confessou o crime e foi levado para a Delegacia Especializada de Mulheres. Por meio de nota a Copasa confirmou que o suspeito é funcionário da empresa e informou que  "está instaurando um processo administrativo com o objetivo de esclarecer todos os detalhes e aplicar as medidas cabíveis de responsabilização dos atos cometidos", escreveu.

O que achou deste artigo?
Fechar

No bairro São Geraldo

Polícia prende suspeito de abusar de deficiente auditiva em BH
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter