Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Vale do Aço

Preso policial civil suspeito de participar de mortes em Ipatinga

Esse é o oitavo servidor detido; Na lista há um policial militar e outros sete policiais civis

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Rodrigo foi morto a tiros ao sair de um bar
Polícia Federal irá reforçar equipe responsável pelo inquérito
PUBLICADO EM 13/05/13 - 20h10

Foi preso, nesta segunda-feira (13), o oitavo policial suspeito de envolvimento em pelo menos um dos 14 crimes investigados por força-tarefa da Polícia Civil no Vale do Aço. Já são sete policiais civis e um militar detidos. O investigador preso, detetive Elton Correa (PT), foi eleito vereador em Santana do Paraíso, vizinha a Ipatinga, na última eleição. Um dos suspeitos foi solto por determinação judicial, solicitada pela corporação.

 

Correia atuava na Delegacia Regional de Plantão de Sabará, na região metropolitana. A Justiça expediu o mandado de prisão dele na última quinta-feira, e o detetive informou que se apresentaria no sábado seguinte, já que estaria em viagem ao Espírito Santo. Mas, apenas ontem, o vereador se apresentou ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, na capital.

Dentre os crimes investigados na região, estão os assassinatos do jornalista Rodrigo Neto, em 8 de março deste ano, e do fotógrafo Walgney Carvalho, no último dia 14. Assim como outros suspeitos de crimes no Vale do Aço, ele tinha sido transferido em 2012, quando denúncias foram feitas pelo então presidente da Câmara de Coronel Fabriciano, o ex-delegado Francisco Pereira Lemos. Em abril, O TEMPO publicou que prisões relativas aos crimes do Vale do Aço ocorreriam também na região metropolitana, no Triângulo e no Sul.


Santana do Paraíso

De acordo com o sub-corregedor da Polícia Civil e chefe do 12º Departamento de Polícia de Ipatinga, Elder Dângelo, Correa também é investigado pelo desaparecimento de Santana do Paraíso e o assassinato de uma testemunha do caso. Na suposta chacina (a polícia não reconhece o termo, usado informalmente na região), quatro adolescentes desapareceram na cidade, em fevereiro de 2012. Eles foram vistos pela última vez em um carro da Polícia Civil.

O caso estava entre os crimes sem solução investigados pelo jornalista Rodrigo Neto, supostamente assassinado por causa das apurações. Além do sumiço dos rapazes, o sub-corregedor também apura a morte de Rafaela Miranda de Jesus, 19, única testemunha do desaparecimento, assassinada poucos dias após os jovens sumirem.
“Não é possível afirmar se haverá outras prisões. À medida que as apurações vão avançando, surgem novos suspeitos e pedidos de prisão”, explicou Dângelo. Na última sexta-feira (10), outro investigador que atuava em Nova Lima foi preso.

Detenção

Elton Correia está preso na Casa de Custódia do Policial Civil, no bairro Horto, na região Leste de Belo Horizonte. O fato de o detetive ser também político não lhe dá direito a prisão diferenciada.

O que achou deste artigo?
Fechar

Vale do Aço

Preso policial civil suspeito de participar de mortes em Ipatinga
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter