Recuperar Senha
Fechar
Entrar

HORIZONTAL

Região metropolitana de BH apresenta estabilidade na taxa de desemprego

Tempo médio de procura por emprego é de 24 semanas na RMBH, diz pesquisa; com exceção de autônomos, rendimentos médios aumentaram em todos setores

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM 25/09/13 - 14h54
Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED-RMBH) aponta que a taxa de desemprego na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) houve uma breve queda de 7,1% para 6,9%, entre os meses de julho e agosto. A pesquisa conclui também que houve uma diminuição do número de desempregados de 5 mil. 
 
Em relação ao mesmo período de 2012, a taxa de desemprego, porém, apresentou aumentou. Em agosto do ano passado a taxa era de 5,2% representando um crescimento de 2,9%. Segundo Plínio Campos, coordenador técnico da pesquisa pela Fundação João Pinheiro, "apesar da contínua geração de postos de trabalho este ano, o crescimento das ocupações em 66 mil foi insuficiente para atender às demandas do mercado de trabalho, que atingiu o total de 115 mil novas pessoas da População Economicamente Ativa (PEA)".
 
Realizada em parceira pela Fundação João Pinheiro, Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), Dieese e Fundação Seade, a pesquisa mostra também que o tempo estimado para a procura de trabalho aumentou em uma semana. Agora, a pessoa que busca por emprego na RMBH leva, em média, 24 semanas para encontrar um emprego. 
 
Rendimentos
 
A pesquisa informa ainda que o rendimento médio das pessoas com emprego aumentou em 7,6% o que implica que o trabalhador na região metropolitana de Belo Horizonte recebe R$ 1.718.  Com exceção dos autônomos, todos os setores tiveram crescimento de renda. 
 
Sobre isso, Campos explica: "O aumento do rendimento médio dos ocupados é explicado pelo incremento dos salários nos setores privado e público. Na área privada, os resultados se devem ao crescimento de profissionais com carteira assinada com bons salários. Já a redução de 6,2% no rendimento dos autônomos é justificada pelo aumento do número de pessoas que retornam ao mercado com salários menores e puxam a renda desse grupo para baixo”. 
 

O que achou deste artigo?
Fechar

HORIZONTAL

Região metropolitana de BH apresenta estabilidade na taxa de desemprego
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter