Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Grandes proporções

Suspeitos que atearam fogo no Detran vão esperar processo em casa

Segundo a polícia, o fogo atingiu 70% da capacidade do pátio de apreensões, o referente a 700 veículos.

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Pelo menos 200 veículos queimaram no pátio do Detran em Nova Lima
Pelo menos 700 veículos queimaram no pátio do Detran em Nova Lima
PUBLICADO EM 13/09/17 - 16h35

Os quatro adolescentes, dois de 14 anos e dois de 15 anos, que atearam fogo e provocaram um incêndio de grandes proporções em um pátio de apreensões em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 5 de setembro, vão aguardar o desenrolar do processo em casa por falta de espaço para ficarem detidos na cidade. Segundo a Polícia Civil, a determinação partiu do Ministério Público, que avaliou a impossibilidade de manter os menores em algum lugar específico de detenção. Segundo a polícia, o fogo atingiu 70% da capacidade do pátio de apreensões, o referente a 700 veículos. Este é o terceiro incêndio no pátio apenas em 2017.

Os menores foram apresentados pela Polícia Civil ao Ministério Público, mas, por ausência de local próprio para abrigo e manutenção dos menores em Nova Lima, eles foram liberados. Ainda assim, segundo a delegada  regional de Nova Lima, Valéria Decat, a solicitação de internação dos adolescentes ainda está sob análise perante o MP. A reportagem entrou em contato com o Ministério Público para entender as circunstâncias da possível internação dos menores e para onde eles ainda podem ser encaminhados, mas ainda não obteve retorno.

Segundo a Delegada da 2ª delegacia de Polícia Civil de Nova Lima, Silvânia Ribeiro Silva,  os jovens foram descobertos há três dias. Imagens da câmera de segurança de uma residência situada no bairro Chácara Bom Retiro, onde fica o pátio, mostraram o vulto dos quatro adolescentes se escondendo no matagal. Paralelo a isso, foi recebida uma denúncia de que um dos menores envolvidos no incêndio trajava bermuda floral e camisa de um time de futebol no dia do ocorrido.

Com as investigações, foi descoberto que um guarda municipal, no mesmo dia do crime, abordou dois adolescentes, um deles trajando as mesmas roupas descritas na denúncia. O jovem identificado foi encontrado e citou os demais envolvidos. Um dos menores, inclusive, se responsabilizou pela autoria de um outro incêndio no mesmo local. Eles pertenciam a mesma classe no colégio e faltaram a um dia de aula para realizar o feito. Nenhum deles tinha antecedentes criminais.

“Eles contaram que queriam ver o fogo se alastrar no mato. Brincadeira de adolescentes, molecagem, vandalismo. Eles afirmam que não tinham noção da proporção que o incêndio teria”, afirmou a delegada.

Segundo a delegada regional de Nova Lima, Valéria Decat, os jovens não chegaram a adentrar ao pátio e atearam fogo em um matagal ao lado. Devido a proporção, o fogo se alastrou rapidamente para o espaço de veículos. “A dimensão do incêndio foi catastrófica. Eu estimo cerca de 70% dos veículos queimados, o que equivale a 700 veículos. Essa traquinagem causou um prejuízo muito grande. Fazer uma estimativa de valor hoje é precipitado, mas eu estimo que talvez possa ser mais de R$ 4 milhões”, afirmou.

À polícia, os jovens contaram que se reuniram para tentar atear fogo em algum lugar no dia do crime. Tentaram colocar em uma lixeira e foram impedidos por um pintor que estava próximo ao local. Com a impossibilidade, eles foram para perto do pátio de apreensões e, sem entrar no local, atearam fogo no mato utilizando uma sacola. “Esse fogo alastrou e causou essa tragédia que a gente viu. Um ajudou o outro, uma coisa bem simples, nada sofisticado”, afirmou a delegada Valéria.

Ainda segundo Valéria, só será possível avaliar a dimensão exata do prejuízo provocado pelo incêndio após a identificação dos veículos queimados, que será feita pela perícia. “Depois da identificação dos chassis, a gente vai poder dar uma informação concreta. Existia ali muita sucata de veículos que não eram sequer utilizáveis. Existiam alguns veículos que poderiam talvez ser restituídos aos proprietários, mas eram poucos, e todos, inclusive, seriam leiloados”, afirmou.

Pátio pertence a prefeitura. Ao contrário do que foi amplamente divulgado anteriormente, o pátio que pegou fogo não é credenciado ao Departamento de Trânsito (Detran) mas, sim, à Prefeitura Municipal de Nova Lima. Desde setembro do ano passado o pátio já não podia receber mais veículos devido a superlotação. Há quatro meses, contudo, um novo pátio, agora credenciado pelo Detran, foi instalado na cidade.

“No ano passado nós fomos notificados pela Secretaria de Segurança de Nova Lima que a gente não poderia mais encaminhar os nossos veículos apreendidos para lá, mas existia um passivo muito grande. Inclusive, alguns veículos de lá ainda eram restituídos aos seus devidos proprietários”, explicou a delegada Valéria Decat.

Ainda segundo Valéria, acúmulo de carros pode ter facilitado que o fogo se alastrasse. “Na verdade, foram veículos apreendidos durante anos e anos. Nova lima nunca teve um pátio credenciado. Isso ocorreu apenas agora. Como os veículos se acumularam durante muitos anos, eles estavam muito próximos uns aos outros, e é até difícil de adentrar no local em razão disso. Para caber o maior número possível de veículos, ficou realmente um muito próximo ao outro, o que propiciou o alastramento do incêndio. Como o matagal é ao lado, eu acho que ajudou que o incêndio tomasse essa dimensão.

Terceiro incêndio. O incêndio do dia 5 de setembro foi o terceiro no pátio de apreensões da prefeitura de Nova Lima apenas neste ano. Segundo a delegada Valéria Decat, um dos menores apreendidos no último incêndio assumiu que também seria o autor do primeiro crime, há dois meses. “Infelizmente já houve outros episódios de incêndio”, lamentou.

O segundo incêndio, em agosto deste ano, foi provocado pelo vigia do pátio, que foi preso em flagrante no mesmo dia do crime. A reportagem solicitou à Polícia Civil a informação se o homem continua detido, mas ainda não obteve retorno.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Grandes proporções

Suspeitos que atearam fogo no Detran vão esperar processo em casa
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter