Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Carnaval 2018

Havayanas Usadas leva 200 mil para a avenida dos Andradas

Como uma onda, os primeiros batuques foram surgindo, até explodirem na música "Eva", clássico do Carnaval baiano que inspirou o tema do desfile deste ano

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
havayanas usadas 2018 carnaval belo horizonte
Havayanas Usadas arrastam multidão em Belo Horizonte
PUBLICADO EM 12/02/18 - 20h01

Quando o regente-astronauta surgiu em meio ao mar laranja e verde da bateria do Havayanas Usadas, no fim da manhã desta segunda-feira (12), a avenida dos Andradas prendeu o fôlego e silenciou. Era o “final da odisseia terrestre”, e o início de um dos mais bonitos desfiles que a segunda do Carnaval de Belo Horizonte presenciaria. Juntos, bateria, músicos e bailarinos fizeram um convite ao público: além do infinito, vamos voar?

Como uma onda, os primeiros batuques foram surgindo, até explodirem na música "Eva", clássico do Carnaval baiano que inspirou o tema do desfile deste ano: “Chineláctea - A viagem do chinelo espacial”. Segundo os organizadores, a proposta reflete uma busca pela construção de um novo mundo, livre de intolerâncias e com mais respeito à diversidade.

“Pela primeira vez, estamos saindo com um diretor artístico, o Marcelo Veronez, e a gente queria um tema que fosse bacana. Ouvindo a música Eva, que tem tudo a ver com o espaço, vimos o tanto que Eva é apocalíptica, e fala do fim do mundo, de ir para outro planeta e tudo mais. Como estamos vivendo nesse mundo tão louco e sem valores, a nossa ideia é pegar nossa nave, colocar muita coisa bacana dentro e ir para um mundo melhor, que é o que estamos precisando”, conta Cris Gil, uma das fundadoras do bloco.

Durante todo o trajeto, cerca de 200 mil foliões – segundo estimativa dos organizadores – puderam se transportar da região Leste da capital para esse outro universo sideral, um mundo de muitas cores, alegria e batuques. Embalados pelo som do axé music dos anos 80 e 90, que surgiu recheado de efeitos musicais inusitados, a multidão atravessou a avenida com chinelos aos pés e um sorriso no rosto. Após quatro horas de festa, a música tema voltou a ecoar, em uma energia tão grande que chegou a fazer arrepiar: “Me abraça pelo espaço de um instante (Eva), me cobre com teu corpo e me dá a força pra viver”.

Todo mundo na nave. Quem embarcou nesta segunda-feira na nave espacial do Havayanas Usadas, não se arrependeu. Pela primeira vez acompanhando o bloco, que estreou no ano passado, a analista financeira Laura Satovschi, 26, foi só elogios.

“O bloco é muito animado, muito organizado. Todo mundo respeita muito, e isso é maravilhoso”, disse. Pela segunda vez no Carnaval de Belo Horizonte, o paulista Guilherme Soares também aprovou o cortejo: “O melhor para mim é a animação da galera. Está tudo sensacional, vou voltar com certeza”.

Na nave espacial do Havayanas Usadas teve espaço para todo mundo. A dentista Fabiana da Costa Lopes, 42, levou o filho Lucas, 7, para curtir o bloco e ficou feliz com a recepção. “Ele é autista, e fomos muito bem recebidos nessa área especial para crianças”, conta. “Pais de autistas costumam ter medo de trazer os filhos para eventos assim, mas aqui tem conforto e segurança, ótimo para oferecer a eles essa experiência. É um jeito de o meu filho participar da festa do Carnaval, que é de todos”. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Carnaval 2018

Havayanas Usadas leva 200 mil para a avenida dos Andradas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter