Recuperar Senha
Fechar
Entrar

VAC

'Os Indicados' faz metáfora para a convivência entre diferentes

Peça de João Emediato e Vinicius Souza será apresentada de 11 a 14 de janeiro no Teatro Marília

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Vinicius Souza e João Emediato
Humor. Com diálogos inteligentes, Vinicius Souza e João Emediato refletem sobre convivência
PUBLICADO EM 11/01/18 - 03h00

O espetáculo “Os Indicados”, que fez curta temporada de estreia no final de 2017, volta ao cartaz na programação do Verão Arte Contemporânea e será apresentado de 11 a 14 de janeiro no Teatro Marília.

Com atuação de João Emediato e Vinicius Souza, os personagens se encontram em uma situação dramatúrgica comum. Eles têm a tarefa de elaborar um pequeno discurso que deverá ser lido durante uma importante cerimônia internacional, caso eles venham a receber o prêmio ao qual foram indicados. A trivialidade da situação, no entanto, tange um ponto cotidiano e urgente dos tempos presentes e que se revela a partir do convívio: a dificuldade do diálogo.

“A situação é simples, mas aponta para uma questão contemporânea. Ela trata do encontro de duas pessoas que precisam tomar uma decisão, construir algo juntos. Eles são amigos antigos que estão se reencontrando, e a convivência mostra que estão com ideologias e momentos de vida distintos, o que os tornam sujeitos diferentes. É a partir disso que a peça encontra seu mote: apesar das diferenças, como é possível chegar a um discurso comum”, comenta Vinicius, que assina também a dramaturgia e a direção do trabalho.

Ele, que tem se destacado no campo dramatúrgico, conta que a construção de uma trama comum e cotidiana tem sido uma recorrência em suas criações. “Embora simples, elas trazem situações de um impasse, um conflito ou uma situação limite. É como uma espécie de partida, porque essas duas pessoas estão no mesmo espaço e tempo e precisam chegar a um fim. Não se sabe quem vai ganhar, mas eles estão em um embate”, observa.

O jogo se constrói a partir de diálogos rápidos e inteligentes, que revelam a dificuldade da comunicação e do convívio dos personagens como uma metáfora para os conflitos enfrentados nos últimos anos na vida brasileira. A cerimônia de premiação é também uma divagação sobre discursos e contradições da vida burguesa contemporânea.

A estrutura de diálogos, que permeia toda a dramaturgia de “Os Indicados”, é também outra recorrência das escritas do dramaturgo. “Me interessa misturar registros e tendências contemporâneas àquelas mais clássicas. E os diálogos entram como mais tradicionais. Isso me atrai como artista, ver essas possibilidades e encontros”, comenta.

“Tenho tido o desejo de criar trabalhos no teatro que dialoguem com públicos que não estão familiarizados com o teatro e a arte e fui percebendo que o diálogo é recorrente nas criações mais populares, como as séries, os filmes de ficção. É tentar que a escrita tenha certa inventividade contemporânea, mas que seja também popular. E o humor e a comédia aproximam outros públicos”, completa Vinicius.

“Os Indicados” inaugura a Planos Incríveis, plataforma de criação artística dirigida por Vinicius e que já conta com novo trabalho na agenda. Trata-se da estreia de “Três Tigres Tristes”, com Marcelo Castro, Paulo André e Alexandre Hugo, além de Vinicius, autor do texto. A estreia está prevista para o mês de março.

Agenda

O quê. Peça “Os Indicados”

Quando. De 11 a 14 de janeiro, quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 19h

Onde. Teatro Marília (av. Professor Alfredo Balena, 586, centro)

Quanto. R$ 20 (inteira)

O que achou deste artigo?
Fechar

VAC

'Os Indicados' faz metáfora para a convivência entre diferentes
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter