Recuperar Senha
Fechar
Entrar

No Rio Grande do Sul

Show de Victor e Leo é cancelado a pedido do público

Victor Chaves foi indiciado por ter agredido a mulher grávida em Belo Horizonte

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Victor e Leo
PUBLICADO EM 19/04/17 - 13h37

Um show da dupla sertaneja Victor & Leo foi cancelado em Pelotas, no Rio Grande do Sul, após o público se manifestar contra o cantor mineiro Victor Chaves. O músico foi indiciado em abril pela Polícia Civil de Minas Gerais por vias de fato, que é uma contravenção penal, contra a mulher dele, a empresária Poliana Bagatini Chaves.

Em um comunicado publicado nessa terça-feira (19), a produção do "Fenadoce É Show" alegou que, em respeito ao posicionamento do público, a apresentação da dupla foi cancelado. 

A medida foi adotada depois da pressão feita por grupos feministas e pró-feministas como o Vamos Juntas Pelotas.

Até a tarde desta quarta (19), o comunicado no Facebook havia recebido 1,2 mil curtidas e nmais de 300 comentários. Contudo, a ação não agradou todo mundo. 

"Bando de medíocre 😰 mulheres apanham todos os dias e não falam aí está idiota se faz de louca e querem acabar com a vida do cara bah isso é Brasil" , comentou um fã da dupla.

Relembre o caso

A mulher do cantor registrou um boletim de ocorrência contra o marido por agressão, no dia 24 de fevereiro, em Belo Horizonte. Grávida, Poliana Bagatini, de 29 anos, compareceu à Delegacia de Mulheres, na avenida Augusto de Lima, para registrar o caso. A agressão teria acontecido no bairro Luxemburgo, onde a família tem um apartamento.

Quando o caso ganhou repercussão, Victor foi afastado pela TV Globo do programa "The Voice Kids", em sua segunda edição, onde era jurado, ao lado do irmão.

O artista e Poliana têm uma filha de 1 ano e anunciaram em janeiro a segunda gravidez da empresária.

Quase dois meses após o registro do boletim, a Polícia Civil indiciou o cantor, após a conclusão do inquérito, que tomou como base as imagens das câmeras de segurança do prédio onde houve o incidente.

A polícia concluiu pelo indiciamento, após analisar as imagens, que houve uma agressão sem deixar lesões aparentes - vias de fato. O depoimento da vítima, no final de fevereiro, também foi considerado.

Na mesma época, o advogado do cantor alegou não ter tido acesso às câmeras de segurança, mas garantiu que as imagens não podem mostrar "o que não aconteceu".

"Ele chegou ao apartamento ouvindo gritos. Deparou-se com os objetos quebrados e Poliana
agressiva, ofendia a mãe dele, uma idosa", afirmou o advogado.

"Ele tentou acalmá-la conversando. Quando ela disse que ia pegar a filha de 1 ano e ia embora, e ela não é daqui, não conhece Belo Horizonte, ele falou 'você não vai pegar a Maria Vitória'. Ele se colocou na frente dela, ela entrou à força no elevador e ele a puxou e depois empurrou", narrou, na época, durante coletiva de imprensa.

O que achou deste artigo?
Fechar

No Rio Grande do Sul

Show de Victor e Leo é cancelado a pedido do público
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter