Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Ciclistas se unem por temas de mobilidade nas eleições

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 28/07/16 - 03h00

Vereadores assíduos

No mês de julho, nas duas semanas que antecederam o recesso parlamentar, todas as nove reuniões ordinárias da Casa tiveram quórum suficiente para a discussão e votação de projetos. Dos 41 vereadores da Casa, apenas 13 não tiveram 100% de presença nas reuniões. Há quem diga que esse ‘bom desempenho e alta produtividade’ têm a ver com as eleições desse ano e a proximidade do início oficial das campanhas. Em geral, o mês na Câmara Municipal foi reservado principalmente para a votação de proposições que envolvem a legislação interna da Casa, com poucos textos sendo rejeitados pelo plenário. As sessões da Casa serão retomadas na próxima terça-feira. No entanto, com o início das campanhas, é esperado que a movimentação na Casa caia bruscamente nos próximos meses.

MP denuncia promotor

O procurador geral de Justiça, Carlos André Mariani Bittencourt, ofereceu denúncia contra um promotor e uma advogada de Uberlândia, no Triângulo. O promotor é acusado dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na 10ª Promotoria de Justiça da cidade. A advogada, de corrupção ativa. Segundo o MP, em doze oportunidades, a defensora ofereceu vantagem financeira ao funcionário público, para que este praticasse atos de ofício. A advogada foi aluna e estagiária do promotor e, após o fim desse vínculo, em 2010, a relação entre os dois permaneceu constante, com troca de informações referentes a causas em curso na Promotoria de Justiça, acerto de acordos, captação de clientes para a advogada e até negociação relativa aos honorários para atuação conjunta dos denunciados.

FOTO: FÁBIO MOTTA / ESTADÃO CONTEÚDO – 16.5.2015
0
Voltando. Após cumprir pena pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro pelo envolvimento no mensalão, o ex-deputado Roberto Jefferson, pivô do escândalo, quer retornar à política em 2018. De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal “O Estado de S.Paulo”, ele pretende concorrer à vaga de deputado federal pelo PTB daquele Estado.

Oposição ativa

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) Dinis Pinheiro (PP) e o deputado federal Marcus Pestana (PSDB) articulam a criação do movimento Muda Minas, a ser desencadeado em 2017, para organizar um polo de oposição ao governo do PT em Minas Gerais. A ideia é já fortalecer o grupo contrário ao governador Fernando Pimentel (PT) com vistas às eleições 2018. Os dois estiveram juntos na última segunda-feira, quando conversaram com 150 lideranças de 60 cidades da Zona da Mata, incluindo pré-candidatos, prefeitos e vereadores. O objetivo, segundo Pestana, foi “discutir o ambiente político e econômico”.

Caso Pimentel

A expectativa do procurador regional Eleitoral de Minas, Patrick Salgado, é que sejam julgadas até o ano que vem as ações eleitorais que ele moveu pedindo a cassação do diploma e a inelegibilidade do governador Fernando Pimentel (PT), e de seu vice, Antônio Andrade (PMDB). “Os processos correm em segredo de Justiça. Mas a expectativa é a de que as ações sejam julgadas até o término do meu mandato como procurador, que é 30 de setembro de 2017. Houve o adiamento das ações pelo surgimento de novas provas da operação Acrônimo, e o governador usou de instrumentos processuais legítimos para poder questionar a juntada dessas provas. E isso acabou adiando o julgamento”.

Bicicleta nas eleições

Ciclistas de todo o país estão se unindo para pressionar pré-candidatos a prefeitos a incluir a temática da mobilidade urbana sustentável em seus programas de governo. Organizada pela União de Ciclistas do Brasil (UCB), a campanha Bicicletas nas Eleições já está em 45 cidades, quatro delas em Minas: Belo Horizonte, Juiz de Fora, Itajubá e Pouso Alegre. Na capital, a Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte (BH em Ciclo) aderiu ao projeto e já está construindo as propostas para promoção da ciclomobilidade que deverão ser entregues aos candidatos. A intenção é ir atrás de cada um para poder mostrar quem está compromissado ou não com as propostas de melhoria da infraestrutura cicloviária, integração entre modais e promoção de um trânsito mais seguro.

Polêmica do diploma

Nessa quarta-feira (27), o Aparte publicou uma nota informando que a diretora de Informação e Inteligência da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), Layla Terezinha de Souza, está enfrentando problemas burocráticos, já que um ofício da Secretaria de Estado de Educação (SEE) afirma que a servidora tem um diploma de ensino médio inválido para a ocupação, já que o curso foi realizado em um centro educacional que, na época, foi considerado irregular. Em nota, a diretora afirmou desconhecer “qualquer julgamento sobre irregularidade curricular supostamente apontada por meio de ofício da Secretaria de Estado de Educação e que providências foram tomadas a fim de esclarecer e responsabilizar aqueles que direta ou indiretamente difundirem ou publicarem como verdade notícia infundada”. A nota publicada pela coluna foi baseada no referido ofício.

R$ 63,8 mil É O VALOR que a Defensoria Pública de Minas Gerais empenhou para a compra de cem garrafas térmicas e 30 mil copos descartáveis para atender as unidades da entidade.

Outra legenda. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) concedeu, por quatro votos a um, liberdade provisória ao prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz. Ele foi detido em 18 de abril na operação “Máscaras da Sanidade II – Sabotadores da Saúde”, acusado de prejudicar hospitais públicos em Montes Claros, cidade do Norte de Minas.

Frases

“À medida que o tempo passa, cada vez mais brasileiros se dão conta de que Dilma, uma mulher honesta, foi vítima de um golpe. Um golpe arquitetado com o objetivo de retirar direitos e implantar uma agenda conservadora.”
Jaques Wagner (PT), ex-ministro da Casa Civil

“Se a eleição fosse secreta, até o PT votaria pela cassação da presidente
Dilma Rousseff.”
Cristovam Buarque (PPS-DF), senador

O que achou deste artigo?
Fechar

Ciclistas se unem por temas de mobilidade nas eleições
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter