Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Prefeitura de Nova Lima quer vender rua para construir uma policlínica

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM Fri Sep 08 03:00:17 BRT 2017

Prefeitura de Nova Lima quer vender rua para construir uma policlínica

A Prefeitura de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, quer vender uma rua no bairro Jardim Canadá com o objetivo de usar os recursos para finalizar a construção de uma policlínica na mesma região. A medida tem causado polêmica entre os moradores. Parte é contra o fechamento da via que poderia prejudicar o tráfego local.

A intenção da prefeitura é fazer um leilão para vender o quarteirão da rua Princesa Margaret, que fica entre a BR–040 e a rua Toronto. O interessado em adquirir o terreno é uma loja de guindastes que tem sua sede exatamente nesse trecho.

Segundo a Prefeitura de Nova Lima, a empresa interessada procurou a administração e fez essa proposta para um processo de desafetação do terreno. Um estudo de mercado foi realizado e o valor arrecadado seria suficiente para cobrir 100% das obras e seria totalmente destinado à policlínica, ainda de acordo com Executivo. Porém, os valores não foram divulgados. Uma conta específica seria aberta para administrar exclusivamente esse recurso.

Porém, a prefeitura de Nova Lima ainda não bateu o martelo sobre a decisão. “É apenas uma proposta que nos foi oferecida e que queremos discutir com a comunidade”, disse a prefeitura por meio de nota.

Em audiência pública realizada na semana passada, os moradores reclamaram que o fechamento da rua poderia trazer impactos no trânsito e que haveria outras maneiras de buscar recursos para viabilizar a construção da policlínica. Uma das preocupações é que a região conta com diversas casas de shows, que dependem da via como uma alternativa de acesso. O fechamento do quarteirão poderia aumentar os congestionamentos no local.

A Prefeitura de Nova Lima informou que já contratou um estudo sobre os impactos, que será apresentado oficialmente aos moradores na próxima audiência pública, agendada para daqui cerca de 15 dias.

Essa não é a primeira vez que a prefeitura de Nova Lima tenta vender o mesmo trecho. Em 2011, o processo de desafetação chegou a ser iniciado, mas o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) entrou com uma ação após ser provocado pelos moradores e conseguiu impedir a venda.

Após as audiências públicas, se a prefeitura de Nova Lima mantiver a intenção de vender o trecho, terá que elaborar um projeto de lei que precisará ser aprovado pela Câmara Municipal da cidade. Se for aprovado, é preciso ser realizado um leilão público, com um valor mínimo a ser ofertado pelos interessados. Porém, a prefeitura afirma que só irá enviar a proposta para a Câmara, se ela for aprovada pelos moradores na próxima audiência pública. (Bernardo Miranda)

R$ 290 mil é o valor que o Senado vai desembolsar para a contratação de empresa para prestação de serviço de interpretação simultânea nos idiomas: inglês, espanhol, francês, alemão, italiano, mandarim, japonês, holandês, russo e árabe. O contrato tem duração de 12 meses. 

AGU pede absolvição de Moreira Franco

A Advocacia Geral da União (AGU) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, seja absolvido das acusações da denúncia em que ele e outros dez ex-deputados são investigados pelo crime de peculato na “farra das passagens”. O pedido, assinado pela advogada geral da União, Grace Mendonça, pede ainda que o ministro seja absolvido das acusações, já que, por lei, a pena para o crime de peculato, no caso dele, que tem 72 anos, teria sido prescrita. Os advogados ainda argumentam que a denúncia é inepta, porque não foi demonstrado nenhum dolo penal, já que a emissão das passagens aéreas para pessoas que não eram parlamentares era uma prática comum e amplamente aceita pela Câmara dos Deputados.

Prazo para Arcos

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) expediu recomendação para a Prefeitura de Arcos, no Centro-Oeste do Estado, para que entregue no prazo de 15 dias um cronograma de contratação de empresa para realizar um concurso público na cidade. O Executivo vai ter dez meses para promover o concurso, que tem como objetivo substituir servidores contratados de forma precária por efetivos, conforme estabelece a Constituição. O promotor de Justiça Eduardo Fantinati Menezes recomenda ao município que, a partir de agora, enquanto a seleção não é realizada, a contratação de pessoal para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público seja sempre precedida de processo seletivo simplificado, com o intuito de garantir atuação transparente do gestor público. Somente em casos de catástrofes contratações sem essa seleção poderão ser realizadas. 

Frase do dia

“Todos estão estarrecidos com os últimos acontecimentos envolvendo os executivos da JBS. Mas o presidente Temer está tranquilo e preparado para enfrentar qualquer tipo de especulação.”

Antônio Imbassahy, ministro da Secretaria de Governo

Irregularidade

FOTO: Divulgação

A Polícia Federal foi flagrada ontem, feriado de 7 de Setembro, transportando crianças na carroceria de suas caminhonetes em Belo Horizonte. O transporte é irregular, segundo a legislação de trânsito. Professor da Universidade de São Paulo (USP), o especialista em trânsito Coca Ferraz afirmou que a infração é grave. “Cometeram uma transgressão condenável. Visível para todos”, disse. Ao flagrar pessoas comuns cometendo a infração, segundo Ferraz, a punição é severa. “Para um cidadão, a multa seria pesada”, afirmou. De acordo com a legislação de trânsito, a multa é de R$ 195,23, o carro é apreendido e o motorista perde cinco pontos na carteira. Nenhum representante da corporação foi encontrado para comentar o flagrante.

Disputa no PSB

Na convenção do PSB de Minas Gerais, realizada na última semana, o ex-deputado federal Tilden Santiago se colocou à disposição do partido para disputar uma cadeira ao Senado Federal nas eleições de 2018. Além dele, os deputados federais Júlio Delgado e George Hilton já apresentaram os seus nomes para concorrer ao Senado pela sigla. Por isso, a escolha de quem vai ou não para o pleito deve ser definida em convenção da legenda. No ano que vem, duas cadeiras do Estado na Casa Legislativa vão ser desocupadas, uma vez que os mandatos de Zeze Perrella (PMDB) e Aécio Neves (PSDB) vão chegar ao fim. Tilden, inclusive, virou segundo suplente na chapa que elegeu Aécio em 2010. Mas antes disso, em 2002, quando tentou eleger-se ao Senado, ele já havia angariado 3.301.171 votos. No governo Lula, durante quatro anos Tilden foi embaixador em Cuba. 

Cemig responde

Em virtude da nota publicada ontem pelo Aparte, sobre a queda no lucro da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e sobre os secretários de Estado que integram o Conselho de Administração, considerados fatores de risco pela própria estatal, a Cemig informou que continua sendo a maior empresa integrada do setor elétrico brasileiro, sendo a maior distribuidora de energia e entre os maiores grupos de geração e transmissão do país. A estatal também contestou o valor do lucro líquido em 2016 que seria de R$ 342,5 milhões. O Aparte se baseou nos números que constam no relatório da Cemig GT divulgado no dia 31 de maio deste ano. Ainda que os dados da distribuição tenham ajudado a melhorar os resultados, a companhia apresentou uma queda de 86,47% em relação aos resultados de 2015. Sobre os secretários José Afonso Bicalho e Marco Antônio Rezende, a Cemig não se pronunciou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Prefeitura de Nova Lima quer vender rua para construir uma policlínica
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter