Recuperar Senha
Fechar
Entrar
04/11/14

'AÉCIO AVISOU'

Tucanos criam site para apontar 'contradições' de Dilma

Aumento da taxa Selic, antes criticada pela petista, foi estopim para grupo 'Turma do Chapéu' criar plataforma

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
aecio avisou
“A ideia surgiu com o aumento da Selic. É o caso mais escandaloso, porque a Dilma fez exatamente o contrário do que disse que faria”, diz Alberto Lage
PUBLICADO EM 04/11/14 - 16h29

Após fazer duras críticas a um possível aumento de juros durante a campanha, o governo Dilma, por meio do Banco Central que ela mesmo admite não ser independente, mas 'só autônomo', elevou a taxa Selic a 11,25%. Usando esse tipo de situação que considera uma ‘contradição’, a Turma do Chapéu, movimento de jovens mineiros com visões próximas ao PSDB, decidiu criar o site ‘Aécio Avisou’.

Com um formato simples, bem semelhante à estrutura da rede ‘Tumblr’, o ‘Aécio Avisou’ leva propostas e opiniões em que o ex-presidenciável tucano informa ações protagonizadas pelo governo federal. Apesar dos poucos dias de vida, o site já conta com postagens em que denuncia supostas contradições na área econômica, no uso de termelétricas e no reajuste da gasolina. Todo o conteúdo é confirmado com o uso de links para notícias de jornais.

Um dos idealizadores do projeto, o estudante de Direito Alberto Lage, de 21 anos, conta os bastidores da criação do site. “A ideia surgiu com o aumento da Selic. É o caso mais escandaloso, porque a Dilma fez exatamente o contrário do que disse que faria”, diz.

De acordo com ele, o PSDB não foi sequer consultado para a construção do site, sendo, assim, uma iniciativa somente da Turma do Chapéu. “Embora eu seja secretário executivo da JPSDB e filiado ao partido, todas as outras pessoas que atuam no projeto não são filiadas a nenhum partido”.

Para acessar o site, clique aqui.

O que achou deste artigo?
Fechar

'AÉCIO AVISOU'

Tucanos criam site para apontar 'contradições' de Dilma
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter