Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Terceiro lugar

Trentino bate Bolívar em jogaço e volta ao pódio do Mundial de Clubes

Equipe italiana, maior campeã do torneio, triunfou em cinco sets para garantir o bronze e voltar a figurar entre os melhores times

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Trentino x Bolívar - 3º lugar Mundial
Atual vice-campeão europeu, Trentino foi melhor nos momentos decisivos e volta a conquistar um bronze
PUBLICADO EM 23/10/16 - 16h32

Se o título não veio, o maior campeão do Mundial de Clubes masculino de vôlei estará no pódio mais uma vez. Após duas edições (sendo que não disputou a competição em 2015), o Diatec Trentino-ITA voltou a figurar entre as melhores equipes ao bater o Personal Bolívar-ARG, por 3 sets a 2, na tarde deste domingo (23), no Ginásio Divino Braga, em Betim. As parciais da grande disputa do terceiro lugar foram de 25/22, 23/25, 25/23, 28/31 e 17/15.

Dono de quatro títulos mundiais, conquistados entre 2009 e 2012 (justamente os primeiros anos após o retorno do torneio, que não foi disputado por 17 anos), o Trentino já havia conquistado um bronze em 2013, quando a principal competição de clubes do calendário do vôlei também foi realizada em Betim. O time italiano se despede do torneio com quatro vitórias e uma derrota, enquanto o Bolívar venceu duas vezes em cinco partidas.

Para vencer o Bolívar, o Trentino contou com o apoio da maioria dos torcedores no Divino Braga e com ótima distribuição do jovem levantador Giannelli, que já no quarto set havia feito cinco jogadores pontuarem pelo menos dez vezes. O maior pontuador do time foi o ponteiro Urnaut, com 17 acertos. Do lado do Bolívar, destaque para os 25 pontos do oposto australiano Edgar, sempre muito acionado.

Agora, a expectativa é pela grande decisão do intercontinental, programada para a sequência, entre Sada Cruzeiro, que eliminou o Bolívar, e Zenit Kazan-RUS, que passou pelo Trentino. A final é uma reedição do desfecho de 2015, que teve final feliz para os celestes.

O jogo

A derrota na semifinal por 3 sets a 0 fez o técnico italiano Angelo Lorenzetti rodar o time na disputa do terceiro lugar. O oposto Stokr, o ponteiro e capitão Lanza e o central Van De Voorde foram trocados por Nelli, Antonov e Mazzone. Do outro lado, o Bolívar optou por força total e o jogo, em alto nível, começou equilibrado. Quando o saque italiano fez a diferença, o bloqueio argentino buscou. Para abrir vantagem na reta final, o Trentino também fez bom uso do sistema defensivo. Com bom bloqueio, fechou em 25 a 22.

O início da segunda parcial foi arrasador para o Bolívar, com boa passagem do central Crer pelo saque. Após o 4 a 0 e tempo solicitado por Lorenzetti, Antonov foi para o saque do lado do Trentino e também fez estrago, com dois aces consecutivos e empate em 4 a 4. Depois disso, o Bolívar esteve em vantagem por mais tempo, chegando a abrir quatro, mas só fechando em 25 a 23.

Os argentinos mantiveram o embalo e o bom nível na parcial seguinte, já abrindo 5 a 2. O bloqueio italiano voltou a funcionar para igualar as coisas e, daí em diante, os times alternaram momentos. No fim, erro de ataque do grandalhão Edgar deu a vitória ao Trentino. 25 a 23 e 2 a 1. As equipes tiveram menos oscilações até a metade do quarto set, quando o Bolívar abriu quatro, mas sofreu demais para fechar. O set se alongou até o 30 a 28.

No tie-break, o Bolívar começou melhor, abriu vantagem de três pontos, mas o saque fez a diferença para o time italiano no fim. 17 a 15 e 3 sets a 2. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Terceiro lugar

Trentino bate Bolívar em jogaço e volta ao pódio do Mundial de Clubes
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter