Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Estudo

Atitude dos pais influencia suicídio

As descobertas surgem em um momento em que se observa um aumento na taxa de suicídios entre adolescentes nos Estados Unidos

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 07/12/17 - 03h00

Miami, EUA. Os adolescentes que sentem que seus pais raramente demonstram interesse por seu bem-estar emocional são mais propensos a cometer suicídio do que os que afirmam se sentir apoiados por eles, divulgaram cientistas americanos nesta quarta-feira (6).

As descobertas, feitas por pesquisadores da Universidade de Cincinnati, surgem em um momento em que se observa um aumento na taxa de suicídios entre adolescentes nos Estados Unidos, causando preocupação entre os pais, educadores e especialistas da área de saúde.

Somente no último mês, uma menina de 10 anos do Colorado e outra de 13 da Califórnia se enforcaram. Seus pais argumentam que o assédio e o bullying sofridos por elas em suas respectivas escolas contribuíram na decisão de se suicidar.

“Os pais nos questionam todo o tempo: ‘O que podemos fazer?’”, disse Keith King, que coordena o programa de doutorado em Educação e Estímulo à Saúde da Universidade de Cincinnati.

“As crianças precisam saber que contam com o apoio de alguém e, infelizmente, muitas delas não sentem isso. É um problema importante”, acrescentou.

O grupo etário mais afetado tinha entre 12 e 13 anos. Seus pais não os elogiavam ou ajudavam nas tarefas ou faziam isso raríssimas vezes. Esses teriam quase sete vezes mais possibilidades de planejar um suicídio ou cometê-lo.

O que achou deste artigo?
Fechar

Estudo

Atitude dos pais influencia suicídio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter