Recuperar Senha
Fechar
Entrar

‘Verde’

Energia eólica registra expansão mundial, segundo relatório

Em 2012, capacidade das unidades no mundo chegou a 45 gigawatts

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Energia eólica
PUBLICADO EM 22/05/13 - 03h00

Bonn, Alemanha. Nunca foram construídas tantas unidades de produção de energia eólica no mundo como em 2012, de acordo com um relatório divulgado, na semana passada, em Bonn, na Alemanha, pela World Wind Energy Association (WWEA, em inglês, ou Associação Global de Energia Eólica). As informações são da agência de notícias Deutsche Welle.

A capacidade total das unidades eólicas construídas, no ano passado, chegou a 45 gigawatts, enquanto, em 2011, havia sido de 40 gigawatts. Segundo Stefan Gsänger, secretário geral da WWEA, a capacidade eólica instalada no planeta somou 282 gigawatts em 2012. O número cobre 3% da demanda mundial de energia.

O documento da WWEA ressalta que os investimentos no setor são constantes – no ano passado, o ramo recebeu € 60 bilhões (cerca de R$ 157 bilhões) no mundo todo.

Campeões. Os líderes da expansão são a China e os Estados Unidos. Atualmente, a China tem potencial para gerar 75 gigawatts, sendo a líder de produção de energia eólica no mundo. Os EUA vêm em segundo lugar, com capacidade instalada de 60 gigawatts. A Alemanha ocupa o terceiro lugar, podendo gerar um total de 31 gigawatts.

O relatório da WWEA indica também que, no Leste Europeu e na América Latina, é nítida a expansão da energia eólica. Na Romênia, na Ucrânia, na Polônia, na Estônia, no Brasil e no México houve aumento de 40% nos investimentos e na construção de novas unidades dessa eletricidade considerada “verde”.

A expectativa do ministro do Meio Ambiente da Alemanha, Peter Altmaier, é de que a ampliação da capacidade de produzir energia a partir do vento continue no país em 2013 e 2014. O crescimento estimado é de 3 a 5 gigawatts nesse período.

O que achou deste artigo?
Fechar

‘Verde’

Energia eólica registra expansão mundial, segundo relatório
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter