Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Previsões

Energias ancoradas no novo ano

Júpiter, o cão – no horóscopo chinês –, o número 2, o arcanjo Gabriel e Exu vão reger 2018

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 26/12/17 - 03h00

Mais um ano que termina, e, junto com o novo período, nasce a esperança de fazer tudo diferente ou pelo menos tentar. Mas o que dizem os especialistas sobre 2018? “O ano de 2017 foi de ação, já 2018 será o de arranjos, conversações, uniões. Aproveite a energia do 2 (soma de 2+0+1+8=11=2) para se aproximar das pessoas de que gosta, valorizar a amizade, dar apoio a quem precisa, diminuir a distância entre você e seus familiares. Esse número aproxima os opostos, governa a relação entre dois elementos, junta as pessoas e consegue uma solução pacífica. A cor de 2018 é o laranja”, explica a numeróloga Aparecida Liberato.

Também o horóscopo chinês estimula a proximidade com familiares. O novo ano terá início no dia 16 de fevereiro de 2018 e vai terminar em 5 de fevereiro de 2019. O animal regente será o cão, que terá influência direta do elemento terra.

“Idealmente, devemos mostrar solidariedade e dedicação sem exigência de exclusividade ou gratidão desenfreada. É mais um ano de quietude, no qual é melhor refletir do que se entusiasmar. Será tempo de preparação, cheio de dúvidas e incertezas, mas também de calor humano e fraternidade. Nos níveis individual e coletivo haverá o renascimento da cumplicidade, da solidariedade entre os seres. Período repleto de energias boas para assuntos financeiros. O momento pede mais compaixão e proximidade com amigos e familiares”, analisa Maristela Botelho, presidente do Instituto Mineiro de Tai Chi e Cultura Oriental e da Associação Brasileira de Lian Gong em 18 Terapias.

Gabriel, aquele cujo nome significa “Deus é minha força”, é também o arcanjo da esperança e da revelação, do amor e das conexões do coração, um comunicador por excelência.

“Ele representa o puro amor. Contenha-se diante das provocações daqueles que se perderam em si mesmos. Evite desempenhar o papel do ‘provocador’. As opiniões podem ser mudadas, o que significa que não somos uma ‘obra terminada’. O processo de evolução da raça humana envolve inúmeras etapas, e, dentre elas, a mais importante até aqui é conhecida de todos: conheça-te a ti mesmo. O mantra do ano é: Deus é minha força”, sugere a angelóloga Consolação Monducci.

Já o ano astrológico começa no dia 21 de abril, às 13h30, e será regido por Júpiter, o planeta do crescimento, do progresso e da prosperidade. “Júpiter representa o mestre que há em você, a necessidade de espiritualidade. É o crescimento. É considerado o grande benéfico, o planeta do sucesso e da boa sorte, porque aumenta o que toca, inclusive no sentido negativo, potencializando doenças ou vícios. Tem tendência ao excesso, ao desperdício e ao relaxamento. O planeta estimula o alargamento cultural por meio de viagens a outros países ou por metas filosóficas ou religiosas. É capacidade de dar, é benevolência, é aquilo que nos faz melhorar no plano em que vivemos”, comenta o astrólogo Fábio Mascarenhas.

Exu Orixá vai guiar 2018. “De temperamento firme e impulsivo, ele vai criar oportunidades inesperadas, soluções que surgem de uma hora para outra, boas notícias que saem do nada. Ele é o encarregado de transmitir as mensagens dos deuses na terra aos homens, e vice-versa. Está mais próximo de nós e, por isso, tem facilidade de nos entender e nos ajudar”, revela o clarividente Reinaldo Martins de Freitas.

O que achou deste artigo?
Fechar

Previsões

Energias ancoradas no novo ano
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter