Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Zealândia

Terra teria um novo continente, segundo geólogos

Área está no oceano Pacífico e abriga a Nova Zelândia e o arquipélago da Nova Caledônia

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
terra
Segundo geólogos, a Zealândia é o menor continente do planeta e tem 94% de sua área submersa
PUBLICADO EM 17/02/17 - 03h00

Washington, EUA. A existência ou não da lendária Atlântida, que estaria submersa em algum ponto do oceano, continua desafiando o imaginário coletivo, mas um grupo de geólogos acaba de anunciar que a Terra tem, sim, um continente perdido e submerso, a Zealândia.

O novo continente, que seria o menor do planeta com 4,9 milhões de quilômetros quadrados, fica em uma região do oceano Pacífico, localizada ao Leste da Austrália e contém dentro de suas divisas a Nova Zelândia e o arquipélago da Nova Caledônia. Seria também, o “mais jovem e submerso” de todos os continentes, com 94% de seu território sob as águas.

A descrição está na pesquisa “Zealândia: o continente oculto da Terra”, assinada por uma equipe de 11 geólogos, sendo dez que representam organizações com sede na Nova Zelândia e na Nova Caledônia e um baseado na Austrália. O estudo foi publicado na revista da Sociedade Geológica dos Estados Unidos.

Os pesquisadores dizem que a Zealândia cumpre todos os requisitos para ser classificado como continente, como uma crosta mais espessa e menos densa do que o fundo do oceano e uma área grande o suficiente para distingui-la da categoria de microcontinente. Outros atributos são “altitude elevada em relação à crosta oceânica” e a presença de três tipos de rochas: ígneas, ou vulcânicas; metamórficas, ou criadas pelo calor e pela pressão; e sedimentares, ou criadas pela erosão. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Zealândia

Terra teria um novo continente, segundo geólogos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter