O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Alerta

Desafio da Baleia Azul já teria adeptos no município

Mulher diz ter flagrado filho de 15 anos mutilando o braço com gilete no banheiro da casa da família; menina de 13 anos teria sido vista em escola com os braços cortados

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Mensagens
Internet é o principal vetor do desafio da Baleia Azul
PUBLICADO EM 19/04/17 - 21h43

O município já teria adeptos ao Desafio da Baleia Azul – um jogo que vem ganhando popularidade e chamando a atenção de todos na internet e no mundo porque “induziria” os jogadores, geralmente, adolescentes, ao suicídio. Na última segunda-feira (17), a mãe de um adolescente de 15 anos chegou a procurar a polícia, registrando um boletim de ocorrência, para relatar que o filho teria admitido que estaria envolvido na disputa. Ela revelou à reportagem de O Tempo Betim que encontrou o menor se automutilando dentro do banheiro da casa da família.

“Há algumas semanas, percebi uma mudança drástica no comportamento dele. Meu filho tem andado muito nervoso e até agressivo. Fica o dia inteiro no celular e chega a virar a noite mexendo. Por isso, como percebi que ele estava há muito tempo dentro do banheiro, mandei que ele abrisse a porta. Quando ele abriu, vi que o braço dele estava todo ensanguentado, com vários cortes superficiais. Parecia que ele queria desenhar algo. Fiquei desesperada de ver aquela cena”, contou a mãe.

Ao interpelar o adolescente sobre o que estaria acontecendo, ele disse que estava cumprindo as tarefas do Desafio da Baleia Azul, e que daqui a 42 dias teria que se suicidar. “Foi um choque escutar aquilo. Primeiro briguei e tirei o celular dele. Mas, agora, estou buscando ajuda. O pastor da minha igreja está conversando muito com ele. Também vou na escola dele buscar ajudar. Mas quero que as autoridades nos ajudem a descobrir quem é o mentor desse jogo do demônio. O boletim que registrei não pode ficar só no papel. Temo pela vida do meu filho”, desabafou a mãe.
Já no bairro Icaiveira, uma funcionária da Escola Municipal Maria Helena da Cunha, que fica na região, contou que uma menina de 13 anos foi flagrada por professores durante a aula com os braços cortados. A menina também teria admitido aos educadores que estaria participando do Desafio da Baleia Azul.

A reportagem não conseguiu acesso aos pais da garota, entretanto, o Conselho Tutelar disse que está investigando o caso, que está tomando todas as medidas cabíveis, mas que não poderia passar mais detalhes sobre o assunto. Já Secretaria de Educação disse que não foi notificada sobre nenhum caso envolvendo esse desafio na rede de ensino municipal.

Entenda o desafio

O jogo Baleia Azul começou na Rússia e consiste em incitar os participantes, geralmente em grupos secretos no Facebook e no WhatsApp, a completar 50 desafios, que conduzem lentamente à morte.

Ao entrar no grupo, o jogador recebe tarefas do administrador, que envia as mensagens normalmente às 4h20. No começo, as determinações são mais simples: desenhar uma baleia em uma folha, passar a noite em claro ouvindo música triste ou vendo filme de terror. Depois, as tarefas vão ficando mais perigosas: os participantes são ordenados a tatuar uma baleia no braço com uma faca ou uma lâmina de barbear.

O jovem que decidir deixar o jogo antes de concluir os 50 desafios é impedido pelo curador – administrador –, que ameaça os participantes. Essa intimidação ocorre da seguinte forma: o responsável pelo grupo mostra o endereço residencial do participante e de seus familiares e declara que se ele sair do grupo, todos serão mortos.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Alerta

Desafio da Baleia Azul já teria adeptos no município
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter