O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Cachoeira

Homem que atirou contra bebê é ouvido e liberado 

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, delegado afirmou que não tinha elementos para ratificar flagrante

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
A-GKOZ6
Susto. Menina foi ferida por um tiro enquanto dormia com os pais
PUBLICADO EM 16/10/14 - 21h48

 

Um homem suspeito de ter atirado contra uma criança de apenas 9 meses na madrugada de segunda-feira (13), no bairro Cachoeira, foi ouvido e liberado pelo delegado no mesmo dia. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o delegado responsável pelo caso, Edmar Henrique Cardoso, informou que não tinha elementos para ratificar o flagrante, mesmo com a criança ferida.
 
O delegado se recusou a passar qualquer outra informação do caso para a imprensa. O suspeito Carlos Alberto dos Santos, também conhecido como Tico, foi detido pela Polícia Militar na casa do padrasto e encaminhado à Delegacia de Plantão.
 
O caso
Na madrugada de segunda (13), o homem invadiu um imóvel no bairro Cachoeira e atirou na criança. O alvo dos disparos era o pai da menor, com quem o criminoso teria se desentendido há cerca de um mês por causa de uma invasão de terra no bairro Marimbá.
 
A mãe da menina revelou à polícia que Tico conseguiu acesso ao imóvel através de uma mata que cerca o condomínio. “O pai da vítima afirmou ainda que estava em uma oficina mecânica na manhã de segunda quando avistou o autor dos disparos próximo à sua casa. No entendimento dele, Tico voltou ao local para confirmar se havia conseguido matá-lo. Logo depois, ele acionou a PM, que conseguiu prender o suspeito”, completou um policial.
 
O pai da vítima revelou à polícia que outra filha, de 1 ano e 10 meses, também estava no quarto no momento dos disparos. “Ele usou uma garrucha calibre 32 e atirou na direção de nossa cama de casal. Um tiro acertou minha filhinha menor, e outro pegou no travesseiro de minha mulher. A minha outra filha dormia em uma cama de solteiro e, graças a Deus, não foi atingida”, disse.
 
A Delegacia de Plantão informou que o suspeito responde por um homicídio que teria sido cometido em 2012, além do crime de porte ilegal de arma, registrado em 2010.
 
A bala atingiu o peito da menina. Felizmente, o projétil não atingiu nenhum órgão vital, e a criança, após um dia de internação, recebeu alta. O alvo dos disparos não foi atingido. (Com Evandro Teles)

O que achou deste artigo?
Fechar

Cachoeira

Homem que atirou contra bebê é ouvido e liberado 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter