Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Pastor Márcio Valadão

Deus jamais se esquece de você

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 13/03/18 - 03h00

Em Isaías, capítulo 49, versículo 15, Deus nos fala do seu amor e carinho, da sua bondade e fidelidade. Está escrito assim: “Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti”. Muitas são as notícias de pais que abandonam seus filhos e que nos deixam perplexos, e uma delas aconteceu há alguns anos, a da mãe que jogou a filha na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. Esta teve repercussão internacional, o sentimento de compaixão tomou conta de muitos que tiveram conhecimento desse fato lamentável, a menina estava envolta num saco de lixo, prestes a morrer, mas vimos que houve uma intervenção miraculosa do Senhor. Alguém rejeitou aquela criança, mas Deus disse: “Eu não rejeito”. Podemos até nos esquecer de Deus, mas Ele jamais se esquece de seus filhos. Deus nos fez uma promessa, e irá cumpri-la, porque não é homem para mentir. Deus nos amou desde o ventre, quando ainda éramos uma substância informe, e Ele continua nos amando.

Ser cristão é ser modelo de Cristo, é ter o coração cheio de amor, e Jesus Cristo é amor. Uma pessoa que não sabe o que é ser amada acredita que não pode amar, mas está escrito em 1 João capítulo 4, verso 19: “Nós amamos porque Ele nos amou primeiro”. Ele é o nosso referencial de Pai, de amor. Deus jamais se esquece de nós. Precisamos trazer à nossa memória esta verdade: não podemos nos esquecer do que Deus fez por amor a cada um de nós. Quando você vive essa realidade em sua vida, tudo passa a ser tão diferente. Muitas pessoas, por desprezarem essa verdade, abrem espaço no coração para um dos sentimentos mais destruidores que pode existir, a rejeição. E o que é a rejeição? A rejeição consiste em sentir-se não querido, não amado, não aceito, preterido, discriminado, humilhado. É a sensação de abandono, de depreciação. Existem pessoas que têm dificuldades de serem amadas, ou até mesmo de amar, porque não receberam amor, por isso não conseguem transmitir esse sentimento a outros. Há aqueles que também não têm confiança nas pessoas porque não receberam confiança. Assim se comportam as pessoas que foram rejeitadas desde pequenas, elas carregam consigo o sentimento de que não são aceitas.

Fico a imaginar a menina que foi abandonada na Lagoa da Pampulha, a pequena Letícia. Talvez quando ela estiver adulta, e tiver a compreensão de tudo o que lhe aconteceu, ao ver o vídeo do que ocorreu com ela, possa sentir-se rejeitada. O sentimento de rejeição também faz com que a pessoa não consiga se ver como Deus deseja que ela se veja. Não é desejo de Deus que você fique cabisbaixo, que você se sinta inferior aos outros, dizendo muitas vezes: “Ah, ninguém liga para mim, ninguém cuida de mim, eu não sou nada”. Deus deseja que você se veja como Ele lhe vê. Você é importante, é o melhor para Deus. Quando temos a convicção em nosso coração de que somos aceitos por Deus, seja como for, da maneira que somos, Ele nos aceita e está de braços abertos esperando para nos abraçar, sarar e enxugar nossas lágrimas; quando compreendemos isso, somos curados, entendemos que somos filhos amados. Por isso querido(a), viva essa realidade!

Deus abençoe!

Coluna originalmente publicada em 13.2.2018

O que achou deste artigo?
Fechar

Deus jamais se esquece de você
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter