Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Caso a caso

“Pais não devem atender todo choro” 

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
C-A
Içami Tiba é autor de “Educação familiar – Presente e futuro”
PUBLICADO EM 14/12/14 - 04h00

Se o choro da criança costuma ser um dos grandes dilemas no processo educacional dos filhos, o psiquiatra Içami Tiba é enfático ao explicar como os pais devem agir. “As crianças choram por motivos atendíveis e não atendíveis. Os atendíveis são aqueles que, de fato, expressam uma necessidade, como questões de segurança. Os não atendíveis são aqueles sem lágrima, que começam e somem magicamente”, diz.

Sem paciência, muitos pais podem prejudicar a educação dos filhos, segundo Tiba. “Muitos pais não diferenciam e já querem atender. A consequência é aumentar o poder da birra e a má educação. No futuro, o filho não vai poder chorar para o patrão para ter um aumento”.

O psiquiatra é enfático ao dizer que os pais não devem se culpar por deixar os bebês na escola. “O período que mais se aprende na vida vai de 0 a 4 anos. Crianças que vão à escola são mais preparadas do que as que ficaram em casa com babás e vovós submetidas aos caprichos da criança”, diz. (LM)

O que achou deste artigo?
Fechar

Caso a caso

“Pais não devem atender todo choro” 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter