Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Música

Uma homenagem a Fátima Guedes

Leila Pinheiro e Jaime Alem se debruçam sobre a obra de Fátima

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
leilapinheiro
Para Leila, Fátima Guedes é uma das maiores compositoras brasileiras
PUBLICADO EM 20/07/13 - 03h00
Ao ser convidada para fazer um show que homenageasse as mulheres, no 8 de março do ano passado, a cantora Leila Pinheiro, com ajuda do produtor Marcos Fernando, produziu um roteiro tão redondo, permeado de canções da pioneira Chiquinha Gonzaga a grandes nomes da música contemporânea e costurado com trechos da obra de Adélia Prado, que acabou saindo em turnê com o espetáculo. Na ocasião, uma de suas homenageadas foi a cantora Fátima Guedes, com quem Leila chegou a dividir o palco numa das apresentações, ao lado de Angela RoRo. 
Cerca de um ano depois, a homenagem se repete, porém em outro molde. Dessa vez, a apresentação é única – na próxima terça-feira (23), no Sesc Palladium –, dividida com o instrumentista Jaime Alem e o foco é todo em Fátima. O show é mais uma iniciativa do projeto Compositores.BR, cuja edição deste ano se volta para a obra das mais importantes compositoras brasileiras.
Ambos, se dizem muito satisfeitos com a oportunidade. “Conheço muito bem a obra da Fátima Guedes, que é uma das maiores compositoras brasileiras e uma poeta rara, perfeita, genial. Gravei algumas canções dela, já participamos de shows uma da outra e a admiro imensamente”, declara Leila. Jaime, porém, tem menos experiência com as composições de Fátima, tendo gravado somente “Flor de Ir Embora”, quando ainda era maestro de Maria Bethânia. Isso, no entanto, não diminui sua estima. “Suas composições são substanciais, harmônicas, sofisticadas. Para mim, a música ‘Violão’ é uma obra-prima”, atesta.
A apresentação vai se dividir entre as versões instrumentais apresentadas pelo Jaime Alem Trio, as de Leila Pinheiro fazendo piano e voz e uma dobradinha entre a cantora e o instrumentista, fazendo as canções “Onze Fitas” e “Pelo Cansaço”. Vai ser a primeira vez dos dois juntos no palco. “A gente se vê muito por aí, mas trabalhar mesmo, é a primeira vez. Eu considero um imenso prazer e já começamos a conversar sobre quem sabe fazer um trabalho a partir desse encontro”, revela.
Envolvida nos últimos anos com uma série de propostas diferenciadas, Leila gravou um disco inteiro só com músicas do Renato Russo e da Legião Urbana, outro totalmente voltado às músicas do Norte do país, onde ela tem origem, além de “Céu e Mar”, com o guitarrista Nelson Faria. Fora isso, tem se apresentado com os shows “Voz e Piano” e “Eu Canto Samba”. “O público recebe sempre com muita alegria cada novo trabalho meu. Me sinto muito feliz de poder realizar tantos trabalhos diferentes. Cada vez é mais difícil divulgá-los, mas não esmoreço!”, confessa
 
Leila Pinheiro e Jaime Alem Trio homenageiam Fátima Guedes
Sesc Palladium (r. Rio de Janeiro, 1.046, centro, 3279-1500). Dia 23 (terça), às 20h. R$ 40 (plateia 1, inteira), R$ 30 (plateia 2, inteira) e R$ 20 (plateia 3, inteira), todos acrescidos de 1kg de alimento não-perecível. Comerciários têm 15% de desconto.
 

O que achou deste artigo?
Fechar

Música

Uma homenagem a Fátima Guedes
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter