Recuperar Senha
Fechar
Entrar

ARTES CÊNICAS

BH recebe intercâmbio teatral  

Festival do Teatro Brasileiro propõe intercâmbio de conhecimentos das artes cênicas entre Minas Gerais e o Distrito Federal; mostra traz espetáculos, oficinas e residências artisticas de cias brasilenses.

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
N-B
‘Fio a Fio’ é um espetáculo de dança-teatro e será apresentado nos dias 19 e 20
PUBLICADO EM 12/08/17 - 03h00

 

Sendo o Brasil um país de proporções continentais, é natural que cada região tenha suas particularidades em todos os aspectos, sobretudo em termos de produção cultural. Justamente por isso, é natural também que nem sempre haja trocas entre esses núcleos produtivos, e que se criem ilhas em que o conhecimento e práticas não sejam intercambiados. É no sentido oposto a essa tendência que o Festival do Teatro Brasileiro, que segue em Belo Horizonte com espetáculos, oficinas, residência artística e outras ações até o dia 27, opera. 
 
Sua proposta é justamente levar a cena teatral de determinado Estado a outro e este ano é a vez da cena do Distrito Federal vir a Minas Gerais. “A cada edição, fazemos o recorte de uma cena, para que o público que a recebe tenha uma percepção sobre a produção dos últimos três, quatro anos naquele Estado”, comenta o idealizador do festival, Sergio Bacelar.
 
Entre as muitas trocas promovidas pelo evento, cena mineira já viajou para Brasília e para o Paraná. Também já recebemos os cearenses. Bacelar acredita que o mais importante nesses processos são os legados que eles deixam. “São passagens aparentemente curtas, mas são ações múltiplas e intensas que sempre são fecundas”, observa.
 
Entre os destaques desta edição, ele aponta a oficina “A Poética no Jardim da Primeira Infância”, para bebês de 0 a 2 anos, que será conduzida por Carlos Laredo, um dos fundadores da companhia de teatro hispano-brasileira La Casa Incierta. “Estamos em contato com vocês e o Marcelo Bones, um dos curadores e coordenador local, nos apontou que a construção da dramaturgia na primeira infância poderia ser muito relevante”, afirma.
 
Ele também destaca a ação de formação que será realizada com alunos da rede pública municipal. “É um processo desenvolvido em várias etapas, que envolve uma coordenação pedagógica e uma equipe de arte-educadores. E tem o subtexto de criar novos grupos de teatro dentro das escolas e uma preocupação séria com os novos públicos”, pontua.
 
Panorama global
 
Quanto aos espetáculos, são 12 montagens que passam por diferentes linguagens do teatro e da dança, para o público adulto e infantil, indo da acrobacia aérea ao teatro para bebês. Não há uma linha temática que os una, a não ser o fato de que tratam de questões urgentes da sociedade contemporânea, como o racismo e a transexualidade.
 
“O critério é que sejam espetáculos de excelência e componham um recorte representativo de diferentes segmentos, mostrando de forma bem enfática o que o Distrito Federal vem produzindo”, explica. “O DF, por exemplo, junto com o Ceará e São Paulo, é onde mais tem-se investido em produções para a primeira infância, então estamos levando isso. Outro ponto pungente são os espetáculos de circo com dramaturgia, que também estão na programação. É basicamente uma fotografia do que vem acontecendo no Distrito Federal”.
 
 
Festival do Teatro Brasileiro
Espetáculos, oficinas, residência artística e outras ações em vários espaços da cidade. Até dia 27 (domingo). Entrada franca. Confira programação completa em www.festivaldoteatrobrasileiro.com.br

O que achou deste artigo?
Fechar

ARTES CÊNICAS

BH recebe intercâmbio teatral  
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter