Recuperar Senha
Fechar
Entrar

MÚSICA

O retorno de Lee Ranaldo 

Guitarrista do Sonic Youth chega a capital mineira para apresentar o novo trabalho "Eletric Trim" em formato intimista, na Obra

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Lee Ranaldo
Lee Ranaldo apresenta seu novo trabalho em formato intimista na Obra
PUBLICADO EM 12/08/17 - 03h00

 

A apresentação de Lee Ranaldo, guitarrista da célebre banda Sonic Youth, no palco de um dos mais tradicional pontos do underground na capital mineira mobilizou fãs a tal ponto que as entradas para A Obra esgotaram-se em apenas 12 horas. Lee está em turnê pelo Brasil antecipando o repertório do álbum “Eletric Trim”, previsto para chegar às lojas no dia 15 de setembro.
 
O músico está empolgado com o novo álbum, no qual volta a colocar sua voz e sua poesia em canções. “Estou muito contente. É um momento de grande mudança para mim. O álbum foi um trabalho colaborativo com o produtor Raül Fernandez (Acoustic Dust). Eu viajava entre Nova York e Barcelona para acertar os detalhes das gravações. Me dediquei muito, foi um trabalho de estúdio que nunca tinha feito antes”. “Eletric Trim” também conta com composições do novelista norte- americano Jonathan Lethem.
 
Alternativamente às assombrosas texturas de guitarras que marcam seu trabalho no Sonic Youth e em seus últimos lançamentos, Lee fará uma apresentação solo e acústica em uma Obra lotada. “Levo alguns amplificadores, mas a proposta é o show acústico com o novo material. É importante manter a dedicação ao experimentalismo. É o que eu tenho feito por toda a minha carreira”, conta o músico.
 
É a segunda vez que Lee vem a BH. Em 2012, o músico realizou uma performance transcendental com guitarras e efeitos elétricos em um festival de artes visuais (ART.MOV), no Palácio das Artes. “Quero muito tomar uma cachaça e descobrir mais da cidade. Da última vez, fui fazer um trabalho com umas guitarras bem loucas e levei algumas coisas de artes visuais, algumas pinturas e desenhos”, lembra.
 
O artista conta que envolveu-se desde cedo com o sincretismo das artes. “Desde pequeno me interesso por desenho, pintura e poesia, que, assim como a música, sempre estiveram lado a lado para mim. Por isso, continuo praticando, experimentando e criando, atento aos novos olhares e às novas formas de usar arte”, pontua.
 
 (*) Sob supervisão de Marília Mendonça 
 
Lee Ranaldo
Eletric Trim, acústico.
A Obra (r. Rio Grande Do norte, 1168, Funcionários). Dia 16 (quarta-feira), às 20h30. Ingressos esgotados.
 

O que achou deste artigo?
Fechar

MÚSICA

O retorno de Lee Ranaldo 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter