Recuperar Senha
Fechar
Entrar

MÚSICA

Radnor & Lee estreiam em BH 

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
LEE
Radnor & Lee contam com a gama do público da série que tinha Radnor como protagonista (‘How I Met Your Mother’) e uma legião de fãs da dupla, que comenta assiduamente nas redes sociais da banda
PUBLICADO EM 13/01/18 - 04h00

Eles são amigos há muito tempo e sentiam que cedo ou tarde se juntariam para fazer algo juntos. Foi a partir da primeira composição, “Wider Spaces”, feita em conjunto, que o ator e cantor norte-americano Josh Radnor (o Ted Mosby, da série “How I Met Your Mother”) se uniu ao músico australiano Ben Lee. Na próxima terça (16), a dupla Radnor & Lee estreia a turnê brasileira de seu primeiro álbum (homônimo) em BH.

“Um dia o Ben veio e escrevemos ‘Wider Space’, uma semana depois escrevemos ‘Being Like the Being’, depois disso ele convidou: ‘devíamos gravar um álbum’”, recorda o músico sobre seus primeiros passos na composição. Além das canções do disco de 2017, a dupla também promete músicas inéditas garantidas para o próximo álbum, sem previsão de lançamento.
 
“Eu já estive no Brasil há uns 10 anos. Fui para São Paulo e fiquei duas semanas na Bahia. Sabemos que o público brasileiro é empolgado e percebemos que temos fãs animados com nossa ida. Esperamos fazer um bom show para eles”, afirma Radnor. “Não quero tocar para desconhecidos, gostaria de fazer amigos”, afirma ele, sobre o Meet & Greet, momento que antecede o show reservado à interação com os fãs.
 
O ator e cantor agora também dedica-se a aprender a tocar violão, “A ideia é que Radnor & Lee seja uma banda de dois violões. Estou me sentindo muito criativo e livre para trazer letras e arranjos para criar com o Ben”, relata Radnor. “Ele é ótimo e está obcecado! Aprende muito rápido”, comenta Lee. 
 
O violão é a marca da sonoridade do disco. No canal do Youtube, há diversos vídeos de sessões acústicas. Envolvido pelo folk e uma produção de pop music, a banda encontra, em letras que tratam de relacionamentos (“Still Think We Should Dance”), amores (“Hello, My Beloved”) e existencialismo (“Being Like The Being”), a expressão do que gostariam de dizer pela música.
Para Radnor, atuar, compor e tocar “É tudo uma questão de contar histórias. Às vezes. você é o narrador em uma canção ou um personagem que vive a história da música. Eu gosto da ideia de ter uma ‘janela’ de três minutos para contar uma história”, finaliza. 
 
Radnor & Lee
Show do disco homônimo.
Granfinos (Av. Brasil, 326, Santa Efigênia). Dia 16 (terça), às 21h. A partir de R$ 160 (pista, inteira 2° lote)
 
(*) Sob supervisão de Jessica Almeida)

O que achou deste artigo?
Fechar

MÚSICA

Radnor & Lee estreiam em BH 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter