Recuperar Senha
Fechar
Entrar

paraná

Criança tem braço amputado após ser atacada por tigre em zoológico

Garoto de 11 anos ultrapassou barreira de proteção e ofereceu pedaço de frango ao animal, antes de ter o braço dilacerado; visitantes alertaram o pai sobre o risco

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Tigre ataca criança em Cascavel
Sem possibilidade de reconstituição, braço do garoto teve que ser amputado
PUBLICADO EM 31/07/14 - 09h01

Um menino de 11 anos teve o braço amputado após ser atacado por um tigre nesta quarta-feira (30), no zoológico de Cascavel, a 498 km de Curitiba. A criança, que visitava o local com o pai e um irmão, foi atacada pelo animal depois de colocar a mão dentro da jaula para alimentá-lo. Como o braço foi dilacerado, impossibilitando a reconstituição, os médicos tiveram que amputá-lo, na altura do ombro. O menino está internado no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) e não corre risco de morrer.

O garoto teria invadido a área de segurança, com o consentimento do pai, para oferecer pedaços de frango ao animal. O pai, de 43 anos, foi detido, levado à delegacia para prestar depoimento e, em seguida, liberado. A criança, que mora em São Paulo e passava férias na casa do pai, não precisou ser encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Segundo Vanilce Oliveira, bióloga do zoológico, o menino já havia alimentado um leão momentos antes do ataque, o que é proibido. "O pai permitiu que a criança adentrasse uma zona proibida no zoológico, que é a área que mantém o afastamento do público com o animal", disse a bióloga. Vários visitantes teriam alertado o pai quanto ao perigo e gravado imagens do menino com a mão dentro da jaula.

O músico Edmar Vieira estava com a filha no zoológico e conta que presenciou o menino alimentando o leão. Ele chegou a filmar com o celular a ação do garoto. "O pai falou que ele poderia dar um ossinho e eu achei estranho, um pouco de irresponsabilidade por parte do pai", contou.

Vanilce explicou que o tigre é "extremamente dócil" e acostumado com o público, mas deve ter se irritado com a aproximação do menino. "É um animal acostumado com carinho do seu tratador, mas se irritou e provocou o acidente", disse. A segurança do zoológico é feita por seis guardas municipais. Uma das funções dos guardas é impedir que visitantes ofereçam comida aos animais. Segundo Lauri Dall'Agnol, chefe da guarda, a corporação irá verificar se houve falha na segurança.

Assista ao vídeo:

 

Folhapress

O que achou deste artigo?
Fechar

paraná

Criança tem braço amputado após ser atacada por tigre em zoológico
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter