Recuperar Senha
Fechar
Entrar

PRESSÃO

Gilvan admite venda de Allano por antipatia da torcida do Cruzeiro

Paulo Bento, segundo o presidente cruzeirense, teria "queimado" o jogador por colocá-lo para jogar fora de posição

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Allano
Depois de um início promissor no profissional, atleta foi "perseguido" pela torcida cruzeirense
PUBLICADO EM 19/05/17 - 08h00

Vindo do Botafogo para a base do Cruzeiro, em 2014, o jovem Allano era visto como um atleta de grande futuro para a equipe celeste. A qualidade em campo acabou lhe rendendo a promoção para o elenco profissional e boas oportunidades com os técnicos Vanderlei Luxemburgo, Deivid e Mano Menezes. Mas a chegada do português Paulo Bento, em 2016, ao comando técnico da Raposa, segundo Gilvan, acabou criando a antipatia da torcida celeste com o jogador. Fã do futebol de Allano, o treinador europeu acabou “gastando” a paciência da China Azul com o atleta ao escalá-lo em posições que ele não tinha o costume de jogar.

“O Allano subiu para o profissional e teve um momento muito bom aqui no Cruzeiro. Mas depois, em determinado momento dele no futebol profissional, com o treinador Paulo Bento, ele acabou prejudicado. O Paulo Bento gostava demais dele e, na minha opinião, quis prestigiá-lo tanto que acabou prejudicando o nome do atleta junto a torcida do Cruzeiro, pois colocou o Allano para jogar em posições que ele nunca tinha atuado. E isso fez com que ele ganhasse a antipatia da torcida do Cruzeiro, sendo vaiado antes mesmo de entrar em campo”, relata.

O empréstimo do atleta para o Bahia e, sem seguida, para o Estoril, de Portugal, onde joga atualmente, teria sido a melhor solução, conforme Gilvan, para a sequência da carreira do atleta. “Nós da diretoria, eu e o Bruno (Vicintin), conversamos e achamos que a melhor solução era tirá-lo do Cruzeiro. Em um primeiro momento, ele saiu e foi emprestado para um clube do Brasil. E depois, tivemos uma proposta para levá-lo para o futebol português, que normalmente abriga muito bem os jogadores do Cruzeiro. Ele está se dando muito bem em Portugal”, conta.

Como o presidente celeste acredita que a torcida do Cruzeiro ainda não teria paciência com Allano, ele acha que uma venda futura para o futebol lusitano será o mais adequado a ser feito para todas as partes. “A gente sabe do interesse por ele. Se vier uma proposta com valores interessantes, a gente pode perfeitamente fazer a negociação, mesmo porque está chegando o momento de abertura da janela (europeia de transferências). Se ele voltar, a gente sabe que ainda não passou aquele momento da torcida do Cruzeiro contra ele. É preferível, então, a gente ter esse valor econômico por ele e fazê-lo feliz, onde ele está se dando muito bem”, conclui Gilvan de Pinho Tavares. 

 

O que achou deste artigo?
Fechar

PRESSÃO

Gilvan admite venda de Allano por antipatia da torcida do Cruzeiro
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter