Recuperar Senha
Fechar
Entrar

POÇOS DE CALDAS

Mãe mantinha filha presa

Filha tinha sofrimento mental e era mau tratada pela mãe

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
O Conselho Tutelar da cidade chegou à casa da menina após denúncia anônima
Filha tinha sofrimento mental e era mau tratada pela mãe
PUBLICADO EM 23/02/11 - 23h04

Uma mulher de 36 anos foi detida, na tarde de ontem, em Poços de Caldas, no Sul de Minas, por manter a filha, de 15 anos, portadora de sofrimento mental, em cárcere privado e com sinais de maus tratos dentro de um porão.

O Conselho Tutelar da cidade chegou até a residência após uma denúncia anônima que informava que a menor vivia trancada em um porão e não recebia cuidados por parte da família.

A conselheira Lúcia Helena de Lima contou que ao chegar na residência, a dona de casa Rosemara Faria Lopes, de 36 anos, foi informada sobre a denúncia e não mostrou surpresa com a chegada dos agentes. Ela teria dito que já sabia que alguém iria aparecer na casa dela. Questionada sobre onde estaria a adolescente, ela havia falado que a jovem estava dormindo, pois havia acabado de tomar remédios. Os agentes insistiram para poder verificar a situação da menina e a mãe acabou levando os conselheiros até o porão.

De acordo com a conselheira Iris Alves, que recebeu a denúncia, a jovem foi encontrada suja e com fome. No cômodo, tinha apenas um colchão e um cobertor. "O local estava sujo de fezes e existe a suspeita de que a adolescente estava se alimentando com os dejetos. Quando ela chegou na sede do Conselho ela comeu um bolo com refrigerante como se nunca tivesse se alimentado antes", contou Iris.

A adolescente foi encaminhada para uma Casa Lar de Poços de Caldas, onde ficará até receber tratamento especializado.

O que achou deste artigo?
Fechar

POÇOS DE CALDAS

Mãe mantinha filha presa
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter