Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Foco em 2018

Valdívia brinca, mas sabe falar sério

Descontraído, meia-atacante torna entrevistas mais leves, porém garante que vai mostrar serviço para ficar no Galo

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
valdívia
“Poko Lindo” não perdeu a oportunidade, ontem, de fazer brincadeira com a virose que atacou jogadores e o técnico Oswaldo de Oliveira
PUBLICADO EM 13/01/18 - 03h00

Contratado por empréstimo do Internacional em maio do ano passado, o meia Valdívia, 23, não conseguiu justificar o investimento alvinegro em seu futebol. Mas ainda há tempo de mostrar o seu valor. Antes do fim do vínculo, em maio deste ano, o meio-campista terá, de fato, que mostrar serviço, ainda mais com o aumento da concorrência com as contratações de Erik e Róger Guedes, jogadores de lado de campo como ele. “Tenho que fazer minha parte. Independentemente, aqui ou em outro lugar, vou estar sempre jogando meu futebol alegre e feliz. Estou pensando em fazer um bom Mineiro para ter esse merecimento e que eu possa ficar mais até o fim da temporada. Tinha dois anos que eu não fazia a pré-temporada, sempre machuquei”, lembrou o ex-jogador do Internacional.

Por causa da Copa do Mundo, o calendário de competições no Brasil já começa em janeiro. A estreia do Atlético no Estadual já é na próxima quinta-feira, contra o Boa Esporte, em Varginha. Se, por um lado, o grupo terá menos tempo de trabalho na pré-temporada, para Valdívia isso pode representar a oportunidade que ele esperava. O técnico Oswaldo de Oliveira deve revezar a escalação em vários jogos, com times formados por eventuais titulares e reservas. Neste momento, Valdívia não faz parte da equipe A do Galo, mas deve ser justamente a B que ganhará chance neste início de ano. “É um grupo forte. Quem estiver melhor vai jogar. No começo, vai jogar um jogo, depois o outro. É assim que vai ser para formar uma equipe ideal. Mas o grupo é forte, a briga é sadia. São uns quatro para cada posição. Isso é bom para nós e para o Atlético. Isso vai nos ajudar muito na temporada”, destacou o meia-atacante atleticano.

Brincalhão. Valdívia é um jogador que provoca risada só de olhar. Ele sabe disso e leva muita coisa na brincadeira. O “Poko Lindo”, como ele se intitula nas redes sociais, é considerado um cara bom de grupo. Na sexta-feira (12), em entrevista na Cidade do Galo, ele não perdeu a oportunidade de fazer piada ao responder sobre uma virose que alguns jogadores e o técnico Oswaldo de Oliveira pegaram nos últimos dias. Ele se diz ciente dos cuidados e atento diante da situação. “Virose, não, pelo amor de Deus. Eu fui ao banheiro mais cedo e disse: ‘Meu Deus, será que essa virose já chegou?’”, disse.

O repórter entrou na onda: “Estava firme?”. “Estava mais ou menos”, brincou Valdívia, arrancando risadas de quem estava por lá.

O que achou deste artigo?
Fechar

Foco em 2018

Valdívia brinca, mas sabe falar sério
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter