Recuperar Senha
Fechar
Entrar
Loja
do super
Livreto + Pelúcia Urso polar
R$7,95

AUTARQUIA DE TRÂNSITO NÃO FECHA AVENIDA ONDE ACONTECE RUA DO LAZER

Todos os domingos, pela manhã, é realizado um programa que se chama Rua do Lazer na avenida Bernardo Vasconcelos, entre as ruas Nossa Senhora da Paz e Cônego Santana, no bairro Cachoeirinha, na região Nordeste da capital mineira. Acontece que a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) não está fechando a via todos os domingos, o que prejudica muito os moradores, pois não sabemos quando vamos poder levar nossos filhos para brincar no local.Gostaríamos que a BHTrans esclarecesse essa situação.

Leitor

Resposta

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans)informou que a avenida Bernardo Vasconcelos não foi fechada nos últimos dias 5 e 12 de novembro devido à realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A autarquia esclareceu, ainda, que havia implantado faixas de pano informando o não fechamento da via. BHTrans

RUA DE HOSPITAL TEM GRANDE BURACO NO ASFALTO

Eu gostaria de fazer uma reclamação para a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), referente a uma vala enorme que se abriu na rua Gentios, próximo ao Hospital Luxemburgo, na região Centro-Sul da capital mineira. A via recebe volumosa circulação de carros, ambulâncias e veículos de transporte coletivo, e esse buraco pode causar grandes transtornos e até acidentes.  Além disso, no decorrer da via, é possível perceber que existem diversos outros buracos que também precisam receber manutenção.

Leitor

Resposta

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou, por meio da Gerência de Manutenção Viária da Coordenadoria Regional Centro-Sul, que realizou uma vistoria no local e programou a realização da recuperação asfáltica da rua para a próxima semana. Prefeitura de BH

PASSAGEIROS DE ÔNIBUS FICAM EXPOSTOS AO SOL ENQUANTO ESPERAM O ÔNIBUS

Gostaria de fazer uma reclamação a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans). Existe um ponto de ônibus na rua Corcovado, próximo ao número 961, no bairro Jardim América, na região Oeste da capital, que não tem nenhuma cobertura para nos proteger da chuva e do sol. Ficamos expostos às variações do clima e não tem nenhuma marquise próxima ao local de embarque para que possamos nos esconder. Já liguei para os órgãos responsáveis, e há sempre uma desculpa diferente. Da última vez, nos falaram que o dono do imóvel que fica próximo ao ponto não autorizou a implantação da cobertura. A rua não é pública? Não ficamos no passeio? Isso não faz sentido nenhum. Precisamos que esse problema seja resolvido com urgência, pois estamos sendo muito prejudicados.

Leitor

Resposta

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou que protocolou o pedido de implantação do ponto de ônibus. Segundo a autarquia, assim que for assinado o contrato de implantação com a empresa responsável, será feita a instalação.

OBRA ABANDONADA PROVOCA PREOCUPAÇÃO

Existe uma obra abandonada na rua Alberto Bressane, no bairro São Lucas, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, que está deixando muitos moradores da região preocupados. O lote tem duas construções inacabadas que estão acumulando água da chuva e se transformando em uma grande piscina. Em meio às campanhas de prevenção à proliferação do mosquito da dengue, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) não poderia permitir que esse local ficasse dessa forma. Estamos correndo grandes riscos com essa construção e queremos uma solução da prefeitura.

Leitor

Resposta

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou, por meio da Gerência de Fiscalização da Coordenadoria Regional Centro-Sul, que realizou uma vistoria no local. Segundo o órgão, o proprietário do imóvel foi notificado para que limpe o terreno, remova o lixo e feche os pontos da área que estão abertos.

TRANSTORNOS DEVIDO A OBRAS NA BR–381

Gostaria de denunciar o pouco caso e a falta de preocupação da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon) e da Autopista Fernão Dias com a população que passa pela trincheira da BR–381, no bairro Inconfidentes, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. No local, na pista no sentido de Betim, está sendo feita uma obra no asfalto. Entretanto, os órgãos responsáveis não deixaram um espaço sequer para que os pedestres façam a travessia com segurança. Os mesmos são obrigados a passar pela beirada da pista, onde circulam carros e caminhões em alta velocidade. O pior é que não conseguimos entrar em contato com nenhum responsável para falar sobre o assunto.

Leitor

Resposta

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon) informou que essa obra está sendo executada pela Autopista Fernão Dias. Mesmo assim, segundo a autarquia, quando a Transcon é informada sobre alguma irregularidade ou ato de insegurança, imediatamente, entra em contato com o responsável para que medidas sejam tomadas e correções, realizadas. Transcon A Autopista Fernão Dias, empresa do Grupo Arteris, informou que a sinalização da obra da trincheira obedece as normas previstas nos manuais do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e do Arteris, que priorizam a segurança de usuários, trabalhadores e moradores lindeiros. No entanto, a concessionária esclareceu que entende que toda obra gera alguns transtornos temporários. A autopista ressaltou ainda que, até dia 20, as condições normais de tráfego do local vão ser restabelecidas e os transtornos, minimizados. Autopista Fernão Dias

CORREIOS NÃO FAZEM ENTREGAS EM DIA

Eu gostaria de fazer uma reclamação sobre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Moro no bairro Jardim Brasília e, antigamente, os carteiros entregavam nossas correspondências três vezes por semana. Posteriormente, isso passou a ser feito duas vezes semanalmente. Hoje em dia, levam as cartas quinzenalmente. Já reclamamos no setor responsável, entretanto os atendentes não nos dão nenhum retorno nem explicam por que o sistema de entregas está desse jeito. Sei que os carteiros entregam as correspondências em dia em uma parte do bairro, mas o restante fica à mercê da boa- vontade deles. O pior é que, quando vamos aos Correios pegar as cartas, os atendentes não nos entregam. Todos os meses, temos contas para pagar. Existem pessoas que não sabem tirar a segunda via na internet e, por causa dessa enrolação, sempre pagam as despesas com juros. Já estamos cansados de reclamar nos Correios e não receber retorno.

Anibal Barbosa

Resposta

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) informou que a distribuição de correspondências na região está sendo feita dentro da regularidade. Correios

OBRAS INACABADAS NO BAIRRO CASTELO

Gostaria que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) desse uma atenção à avenida Tancredo Neves, no bairro Castelo, na região Noroeste de Belo Horizonte. No local existem obras inacabadas que incomodam muito os pedestres. Uma delas é uma ciclovia, que, por sinal, está totalmente diferente das demais, o que deixa claro que a prefeitura não tem nenhum padrão para fazer as construções. Além disso, também temos problemas com duas pontes que passam por cima do córrego e atravessam a avenida principal. Aparentemente as travessias estão prontas, mas não foram liberadas pela PBH o que fez com que a própria população começasse a acessar o local sem nenhuma autorização. Essas duas obras se arrastam há mais de um ano e os únicos prejudicados somos nós, os cidadãos. Se os órgãos fossem um pouquinho mais organizados não passaríamos por isso.

Leitor

Resposta

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou que as obras realizadas na avenida Tancredo Neves são referentes a um Relatório de Impacto Ambiental (RIC). Uma contrapartida pelo impacto do empreendimento de uma empresa no trânsito do local. Segundo a prefeitura, as obras nas pontes ficaram paradas por cerca de 15 dias porque foram solicitados ajustes no projeto. A prefeitura esclareceu que, em um prazo de 30 dias, as obras devem estar concluídas. Após a finalização, será realizada uma nova vistoria para observar os ajustes. A PBH ressaltou que depois dessa etapa, a empresa implantará a sinalização necessária, que também será vistoriada. Quanto à ciclovia, o órgão informou que existe um padrão, mas ele tem que se adaptar à tipologia dos locais onde as ciclovias são implantadas. Segundo o órgão, a ciclovia da avenida Tancredo Neves tem previsão de entrega até o fim deste ano e, em breve serão finalizadas as obras civis e realizadas as sinalizações horizontais e verticais.

MORADOR ESTACIONA CARROS NA ENTRADA DE GARAGENS

Gostaria de fazer uma reclamação à Prefeitura de Sarzedo e à Polícia Militar. Na rua Israel Pinheiro, no bairro Brasília, em Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte, existe um morador que tem cerca de sete veículos, sendo um caminhão, três caminhonetes, um Palio, uma Saveiro e um Kadet. Ele deixa esses carros diariamente na contramão e em cima do passeio na rua José Ambrósio e na via em que ele mora. Acontece que os veículos, além de atrapalharem o trânsito, ficam nas entradas de garagens, o que dificulta a passagem. Alguma providência precisa ser tomada, pois ficamos muito prejudicados.

Leitor

Resposta

A Prefeitura de Sarzedo informou que o poder de autuação, multas e outras ações desse nível pertence à Polícia Militar (PM). Segundo o órgão, uma equipe entrará em contato com a Polícia Militar para que as providências sejam tomadas. Prefeitura de Sarzedo RESPOSTA II A Polícia Militar (PM), por meio do 4° pelotão, informou que não recebeu nenhuma solicitação via pelotão sobre da situação. Segundo a PM, ontem, os militares da VP 23858 compareceram ao endereço da denúncia e não detectaram nenhuma irregularidade em conformidade com a reclamação. A policia ressaltou que, a partir de hoje, viaturas passarão periodicamente no local e, encontrando qualquer anormalidade, as providências serão tomadas. Polícia Militar