Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Arte e Futebol

Apresentação de balé quebra tabu em posse da nova diretoria celeste

Marketing do Cruzeiro aprovou apresentação do espetáculo “Tirambaço” e reforçou: “Estamos cada vez mais abertos às expressões culturais”

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
ESPORTES - ESPECIAL - BELO HORIZONTE - MG
Espetáculo "Tirambaço" foi elogiado pelos presentes na posse da nova diretoria
PUBLICADO EM 19/12/17 - 17h00

O que era para ser apenas uma solenidade de posse da nova diretoria do Cruzeiro, acabou resultando em mais um capítulo de homofobia no futebol. Minutos após a apresentação do espetáculo “Tirambaço”, idealizado pela coreógrafa e ex-bailarina do Grupo Corpo, Cassi Abranches, as redes sociais foram tomadas por piadas dos torcedores atleticanos e indignação dos cruzeirenses.

Sabendo que os próprios cruzeirenses estavam criticando a apresentação, o novo vice-presidente executivo do Cruzeiro e responsável pela organização da cerimônia, Marco Antônio Lage, em entrevista ao Super FC, reforçou que o clube é contra qualquer tipo de preconceito.

“O Cruzeiro é um clube que é está cada vez mais aberto às expressões culturais. Dança é cultura também e é isso que o clube quer reafirmar. O evento de ontem, num contexto geral, foi pensado para isso e o resultado foi excelente. A torcida pode ficar tranquila, pois tudo que é feito é pensado em uma perspectiva de fortalecimento da marca Cruzeiro”, disse Lage.

Segundo ele, a maior parte da torcida aprovou a apresentação. “O papel do Cruzeiro é contribuir com esse processo educativo. Repugnamos qualquer ato de racismo e homofobia. A sociedade tem evoluído muito, e isso não cabe mais no futebol. Por isso, sabemos que é um longo processo, mas temos apoio de grande parte da torcida”, concluiu Lage.

O espetáculo Tirambaço contou com a participação de cinco integrantes do Grupo Corpo e cinco do Grupo Jovem Arte & Passo, e foi apresentado pela primeira vez no Brasil. “Acho muito bacana essa iniciativa do Cruzeiro de trazer para a posse um espetáculo de arte. É inovador fazer a posse em um teatro”, elogiou Cassi, que preferiu não entrar na polêmica.

Procurado pela reportagem, o Grupo O Corpo afirmou que mesmo com os acontecimentos foi um prazer ter feito parte da posse da nova diretoria celeste. “Fomos convidados pela nova diretoria do clube e achamos muito legal a ideia. Infelizmente esse fato que acabou acontecendo é para ser revisto. Somos um grupo que trabalha com arte, onde homofobia e preconceito praticamente não existe. Mas, de qualquer forma adoramos ter feito parte de um dia tão especial para o Cruzeiro”. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Arte e Futebol

Apresentação de balé quebra tabu em posse da nova diretoria celeste
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (6)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter